Como aliviar e controlar os surtos de psoríase

, ,
psoríase

Cada surto de psoríase sofrido pelas pessoas afetadas por esta doença representa um problema de saúde, bem como um problema estético. Embora até ao momento não haja uma cura eficaz, há muitas coisas que pode fazer para que estes episódios sejam mais leves e apareçam com menor frequência.

Para tal, é importante conhecer os fatores que podem desencadeá-la, bem como as alternativas disponíveis para mitigar os seus efeitos.

O que é a psoríase?

Trata-se de uma doença crónica para a qual não existe cura. Manifesta-se principalmente na pele, mas em 30% dos casos aparece também nas articulações. Este quadro clínico é chamado de artrite psoriática.

Ambas as condições são devidas a uma combinação de fatores genéticos, ambientais e imunológicos que alteram o funcionamento dos queratinócitos e dos fibroblastos. Estas células têm um ciclo de vida de um mês, mas na psoríase é reduzido para duas a três semanas, o que faz com que se acumulem e formem placas.

A psoríase pode manifestar-se de cinco formas, de acordo com a sua evolução e a natureza das lesões. No quadro clínico mais frequente, chamado psoríase crónica em placas, existe um crescimento excessivo das células mencionadas, o que provoca lesões características.

Trata-se de placas de pele espessa, com inflamação e escamas prateadas que se assemelham à cera das velas. Têm um limite definido e a sua distribuição é simétrica no corpo. No artigo Psoríase no outono: de que forma é que afeta a pele, há informações interessantes. Esta doença manifesta-se por surtos de maior ou menor gravidade, que duram semanas ou meses e que alternam com períodos de remissão ou atenuação.

Cerca de 2% da população mundial sofre de psoríase. Esta pode surgir em qualquer idade, com igual frequência entre homens e mulheres, embora tenha mais incidência entre os 20 e os 30 anos. De acordo com a explicação da  Fundação Pele Saudável, da Academia Espanhola de Dermatologia e Venereologia, no nosso país sofrem da doença cerca de um milhão de pessoas

Quais são os sintomas de psoríase?

As áreas que mais frequentemente sofrem lesões quando há um surto de psoríase são os cotovelos, os joelhos, a zona lombar, a cara, o couro cabeludo, as palmas das mãos e as plantas dos pés. Além disso, aparecem outros sinais, como verá em seguida.

  • Comichão de intensidade variável
  • Irritação
  • Vermelhidão
  • Pele seca e tensa, que tende a apresentar gretas e sangramento
  • Unhas amareladas, grossas e deformadas, com depressões
  • Articulações rígidas e inflamadas (nos casos em que também há artrite psoriática)
  • Caspa

10 conselhos e recomendações para controlar e reduzir os surtos de psoríase

Se lhe foi diagnosticada psoríase, provavelmente o seu médico irá receitar-lhe determinados medicamentos, e é possível que tenha de experimentar vários até encontrar o mais adequado para si. Por outro lado, é fundamental conhecer os diferentes fatores que podem desencadear os surtos de psoríase. Esteja atento, pois é possível que haja algum em particular que o afete mais do que os outros.

Muitas das recomendações que lhe faremos irão ajudá-lo a precaver-se contra estas agressões, para que os surtos sejam mais espaçados e leves. Nunca se esqueça que a Atida | Mifarma é o destino para o seu bem-estar.

Como deve ser o banho?

Manter a pele limpa e eliminar as escamas é essencial, com ou sem surtos. Tomar diariamente um banho que o ajude a esfoliar o excesso de células mortas alivia a inflamação. Encha a banheira com água morna e relaxe durante 15 minutos.
Massaje suavemente a pele com um sabonete de aveia para desinflamar e aliviar o prurido. Ao terminar, seque-se com uma toalha de pano macia e evite esfregar com força, uma vez que pode irritar a pele. O Sabonete Natural Aveia Tonificante de Silvestre contém extratos naturais de aveia e de plantas medicinais. 

Utilize cremes hidratantes especialmente desenvolvidos

É muito importante que a pele retenha a sua humidade natural. Para a conservar, pode utilizar um creme com ingredientes que tenham um efeito mais prolongado, especialmente durante a noite.

O Creme Bionatar da Bordem contém provitamina D3 e ácido salicílico e é indicado para aliviar a pele com psoríase. Acalma, hidrata e suaviza, elimina as escamas e reduz a comichão nas zonas irritadas.

Pela mesma razão, evite os ambientes secos ou frios, com ar condicionado muito intenso. De acordo com a  Revista Farmacia Profesional da Elsevier, os produtos emolientes mantêm a hidratação do estrato córneo, o que evita as fissuras, enquanto os queratolíticos servem para remover as escamas. 

Tenha um estilo de vida saudável

Beber álcool e fumar são hábitos que podem agravar os surtos desta doença. Lembre-se sempre de que não existe um nível seguro para o consumo destes produtos, uma vez que até o mínimo estimado é prejudicial para o organismo. Por outro lado, as bebidas alcoólicas podem interferir com os medicamentos que lhe foram receitados para tratar esta doença.

Uma dieta equilibrada, sem excessos, e o exercício intenso e regular são muito importantes para a sua saúde geral. O stress é outro fator desencadeador dos surtos, e é importante aprender a reduzi-lo com algumas técnicas de relaxamento e de meditação.

A luz solar na proporção certa

Tanto o excesso como a ausência de exposição podem ser a causa de um agravamento. Apanhe sol de manhã ou ao fim da tarde durante 15 minutos por dia. Utilize protetor solar nas zonas da pele sem lesões. Para que seja mais eficaz, poderá estar interessado em ler sobre os erros mais comuns ao aplicar protetor solar.

A utilização de produtos tópicos

Os produtos de uso local que contêm entre os seus ingredientes ácido salicílico, ureia ou hidrocortisona melhoram e previnem as lesões. Além disso, evitam o aparecimento de comichão, secura ou descamação excessiva. La Roche Posay Iso-Urea MD Baume Psoriasis é um produto queratolítico que contém ureia, pelo que reduz a presença de escamas e o seu aparecimento

Se o seu couro cabeludo está afetado, as placas nesta zona do corpo podem gerar um excesso de caspa. O Champô Eucerin Dermo Capillaire nutre, limpa profundamente e acalma o prurido.

Evite a irritação cutânea

Um dos desencadeadores dos surtos são as infeções bacterianas da pele. O excesso de peso aumenta o risco de aparecimento, pelo que é importante manter um peso saudável.

Outros fatores que podem alterar a pele são alguns tecidos sintéticos ou a lã, bem como perfumes e águas de colónia. Se observar este efeito, não entre em contacto com esses produtos. Leia também os truques para evitar a irritação depois da depilação porque sentir-se bem agora é possível em apenas um clique.

Os medicamentos

Alguns dos medicamentos utilizados para tratar a hipertensão arterial, a malária ou as doenças do foro inflamatório, bem como os que contêm iodo, podem desencadear um surto. Por outro lado, se está a tomar algum tipo de esteroide, a supressão abrupta terá o mesmo efeito. Consulte o seu médico em relação a este assunto.

Cuidados com as unhas

É necessário manter tanto as unhas dos pés como as das mãos cortadas e limpas. As manicures traumáticas devem ser evitadas a todo o custo: é importante saber que a cutícula é um elemento de defesa e que a sua eliminação abre uma porta de entrada para as infeções.
Utilizar um produto hidratante específico para as unhas, especialmente quando há surtos de psoríase, é também conveniente. O Creme de Mãos Eucerin Urea Repair Plus contém ureia e ceramidas, o que proporciona uma hidratação duradoura e intensiva e permite desfrutar de uma experiência nova para a sua saúde e bem-estar.

A psoríase plantar

Quando esta doença se manifesta nos pés, deve ser prestada especial atenção. É conveniente que utilize sempre meias de fibra absorvente bem ajustadas. O calçado deve ser de tamanho adequado e de couro para permitir a evaporação do suor.

Dedique à pele dos pés os mesmos cuidados que ao resto do corpo, mantendo-a limpa e hidratada, utilizando frequentemente  Eucerin AtopiControl Spray Calmante. É um produto que hidrata, protege e alivia a comichão em apenas 60 segundos graças à sua fórmula, que contém glicerina, ácidos gordos essenciais, lípidos derivados do óleo de prímula e dimeticone.

Já pensou na fangoterapia?

As propriedades das lamas termais são muito benéficas para a psoríase e são conhecidas desde sempre pelos seus benefícios gerais para a pele. O elevado teor de minerais, tais como o silício, o zinco, o cobre e o manganésio, confere elasticidade à pele, elimina as células mortas ou as impurezas, estimula a circulação sanguínea e regula a secreção sebácea.
A fangoterapia é, portanto, um tratamento tópico muito conveniente para a sua pele. Além disso, ajuda-o a relaxar e a libertar o stress.
A sua saúde deve estar sempre em primeiro lugar e, para isso, é fundamental estar bem informado. Não perca os conselhos e notícias que a Atida | Mifarma coloca à disposição do seu bem-estar. Pode consultar-nos a qualquer momento através das redes sociais ou do blogue, que atualizamos constantemente.

Reme Navarro Escrivá

Farmacêutica e Nutricionista. Licenciada em Farmácia na Universidade de Valencia no ano 2007, Licenciada em Nutrição na mesma universidade em 2009. Dedicada ao mundo da saúde e da farmácia há mais de 15 anos. De reunião em reunião, na Atida eu escrevo este blog sobre temas que considero interessantes para a saúde e cuidado pessoal.

0 comentários

Deixa o teu comentário

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *