Oito erros ao aplicar protetor solar

,

O protetor solar é um cosmético que todos nós usamos desde tenra idade. No entanto, a sua eficácia depende dos seus hábitos diários. Descubra 8 erros a evitar ao aplicar protetor solar.

Um dos aliados mais importantes em qualquer rotina diária de beleza é o protetor solar. Já vos falámos sobre isto em mais do que uma ocasião, mas queremos enfatizá-lo porque é especialmente importante. Entre outras coisas, porque este produto não só lhe oferece diferentes benefícios estéticos, mas também benefícios para a saúde. 

Para começar, o protetor solar bloqueia a radiação UV que pode causar inúmeras doenças de pele no rosto ou no corpo. Além disso, também protege contra secura, manchas ou linhas de expressão prematuras.

Na Mifarma by Atida Plus queremos que tire o máximo partido do seu protetor. É por isso que, abaixo, lhe dizemos que erros deve evitar ao aplicá-lo.

Erro 1: Aplicar protetor solar apenas quando se vai para a praia.

Este é um dos erros mais comuns com este produto. O protetor solar é um recurso que deve utilizar todos os dias, e não apenas quando vai à praia ou à piscina. Também no Inverno.

Deve usar protetor solar todos os dias do ano sempre que estiver exposto ao sol. Isto significa que deverá utilizá-lo quando estiver sentado no seu carro, perto de uma janela ou quando estiver a estender a roupa na rua. Sempre que a radiação possa atingi-la, deve proteger-se.

Erro 2: usar o protetor solar do ano anterior

Quase todos os fatores de proteção têm um prazo de validade de um ano após a abertura. No entanto, se as condições de armazenamento tiverem sido boas, poderá ainda funcionar após 12 meses. Mesmo assim, deve ter em conta que esta não é a norma, pois os componentes oxidam com o passar do tempo. 

Se está a usar o creme solar do ano passado, provavelmente pensa que está protegido e, na realidade, não está. Desta forma, o sol pode queimar a sua pele ou causar outros problemas relacionados.

Isto significa que tem que os deitar fora? Não necessariamente. Pode usá-los como creme hidratante para o corpo, mas deve estar ciente de que não terá proteção solar.

Erro 3: utilizar sprays para as primeiras exposições ao sol

Não queremos dizer que não deve utilizá-los, apenas que não devem ser a sua primeira escolha nas primeiras aplicações. Depois do Inverno, temos pele mais sensível, por isso é melhor usar fluidos ou cremes. Deixe os sprays para as re-aplicações ou para exposições posteriores, quando a sua pele já estiver mais bronzeada.

A popularidade deste tipo de proteção solar deve-se à sua fácil aplicação. Mesmo assim, lembre-se que em dias de vento, por exemplo, é possível perder parte do produto e é difícil saber o quanto se aplicou realmente.

Erro 4: Não escolher o FPS adequado

Pode não saber de que tipo de fator de proteção solar (FPS) necessita. Para tal, conhecer o índice UV e o seu tipo de pele ajudá-la-á consideravelmente. Mas, quando em dúvida, é sempre melhor optar por um FPS elevado.

O FPS 15 tem a capacidade de filtrar 93% dos raios UVB. No caso dos FPS 30, 97% serão filtrados, e para FPS 50 serão 98%. 

No caso de bebés e crianças, o ideal é aplicar sempre uma proteção elevada (30 a 50). Além disso, para uma eficácia máxima, recomendamos que opte por cremes solares resistentes à água, embora isso não a impeça de os voltar a aplicar de tempos a tempos.

Erro 5: Aplicar muito pouco

Em produtos como o champô ou o creme hidratante, não é necessário usar uma grande quantidade para que façam efeito. No entanto, no caso do protetor solar não devemos seguir o mesmo método, porque corremos o risco de utilizar muito pouco. 

Os dermatologistas recomendam a aplicação de 2 mg de creme por centímetro quadrado de pele. A aplicação em excesso não melhorará a sua eficácia, mas a pouca quantidade prejudicará a sua proteção. 

Como pode calcular, aproximadamente, estas quantidades? Em geral, para o rosto pode utilizar a quantidade equivalente à superfície de um dedo. Para as restantes áreas (coxa, perna, decote, braço, antebraço, abdómen, costas…) dois dedos será suficiente.

Outra orientação útil tem a ver com o tempo. Para um adulto de altura e peso médios, a duração de uma embalagem de 200 ml é de cerca de 10 dias.

No caso de sprays solares, lembre-se de os pulverizar corretamente. Aproximadamente, serão necessários 6 pulverizações para o rosto e 12 pulverizações para cada uma das outras áreas do corpo.

Erro 6: não voltar a aplicar o protetor solar

É importante voltar a aplicar protetor solar na praia ou na piscina depois de nadar. Mas é igualmente importante fazê-lo mesmo que não vá ao banho. Quando apanhar sol, vai suar, e vai estar em contacto com a toalha. Isto fará com que o creme solar se ensope nela e tornará o seu protetor solar menos eficaz. O mesmo se aplica se estiver noutros locais, uma vez que esfregar contra a roupa reduz o efeito do protetor solar.

Lembre-se que a eficácia destes produtos, mesmo os chamados produtos impermeáveis ou resistentes à água, é determinada pelas condições de aplicação. Ou seja, depende da quantidade aplicada e que se evite esfregar contra qualquer superfície.

Erro 7: Esquecer algumas áreas do seu corpo

Aplica protetor solar em todas as áreas do seu corpo ou apenas nas maiores? As áreas frequentemente esquecidas são a nuca, orelhas, pés, pregas dos joelhos, mãos, cabeça ou lábios.

Quem tem menos densidade de cabelo precisa proteger muito bem a cabeça. No entanto, quem tem uma densidade normal pode também proteger-se usando um protetor solar capilar.

Aplique o creme em casa antes de ir para a praia ou para a piscina e não se esqueça de nenhuma destas áreas. 

Erro 8: Não usar fotoproteção oral

É muito fácil cometer qualquer um dos erros mencionados neste artigo. Por esta razão, os peritos também recomendam frequentemente o uso da fotoproteção oral. 

Que tipo de nutricosméticos são mais eficazes? Recomendamos Antiox Sun da Tropicania e Heliocare 360 D Plus. Lembre-se que este é um complemento da fotoproteção tópica, não um substituto. Com estes produtos, irá melhorar a resistência da sua pele ao envelhecimento e aos danos solares. Além disso, terá um aspeto radiante e um bronzeado mais duradouro.

Como pode ver, para aplicar corretamente o protetor solar deve estar atento e não cometer erros como os aqui mencionados. Tendo em conta esta informação, irá melhorar os seus hábitos e começar a utilizá-lo de uma forma muito mais eficaz.

Se achou este artigo interessante, partilhe-o. Para mais informações, fique atento ao nosso blogue e às redes sociais.

 

Reme Navarro Escrivá

Farmacêutica e Nutricionista. Licenciada em Farmácia na Universidade de Valencia no ano 2007, Licenciada em Nutrição na mesma universidade em 2009. Dedicada ao mundo da saúde e da farmácia há mais de 15 anos. De reunião em reunião, na Atida eu escrevo este blog sobre temas que considero interessantes para a saúde e cuidado pessoal.

0 comentários

Deixa o teu comentário

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *