Conselhos e segredos para manter uma boa saúde mental

,
saúde mental

Esta pode não ser uma das suas melhores semanas e a ansiedade e o stress podem tomar conta de si. Quando isto acontece, a sua mente entra em colapso e tudo à sua volta parece caótico. Muitas vezes, isto acontece como resultado de não prestarmos a mesma atenção à saúde mental que à saúde física. Por isso, hoje vamos oferecer-lhe 12 conselhos para melhorar a sua saúde mental. Está preparado? Vamos lá!

Conselho 1: Manter-se ativo

A atividade física tem benefícios para o seu corpo e a sua mente. O exercício estimula a produção de hormonas responsáveis pela sensação de bem-estar e felicidade, como a serotonina e as endorfinas.

Quando se mantém ativo, controla melhor a dor, o stress, a ansiedade e evita pensamentos repetitivos. Para poder obter o máximo benefício dos seus efeitos, deve praticá-lo, pelo menos, 3 vezes por semana.

O tipo de atividade praticado é indiferente, mas recomendamos que escolha um de que goste. Pode ser um desporto coletivo, uma caminhada, um passeio de bicicleta, dança… Outros exercícios como o tai chi também podem ajudar.

Trata-se de se manter ativo, para que a sua autoestima seja elevada e a depressão se mantenha afastada.

Conselho 2: Descansar bem

A sua concentração é afetada quando se sente cansado; além disso, a energia desaparece do seu corpo e é inundado pela desmotivação. Tudo isto tem um impacto significativo na sua saúde mental. Por isso, na Atida | Mifarma, recomendamos que durma o suficiente para estar descansado. Desta forma, a sua capacidade para realizar as tarefas quotidianas estará intacta.

O normal é dormir entre 7 e 8 horas por dia, embora isto dependa de pessoa para pessoa. Contudo, é essencial ter uma boa qualidade de sono para evitar as perturbações do sono

Dormir bem melhora consideravelmente o seu rendimento físico e intelectual e reduz a possibilidade de ocorrência de problemas psicológicos e físicos.

Conselho 3: Alimentação saudável

Uma alimentação saudável é essencial para cuidar da sua saúde física e mental. Comer bem e de forma saudável ajuda a manter a saúde mental em boas condições e faz com que o seu cérebro se sinta melhor. 

Não é segredo nenhum que uma dieta equilibrada ajuda a manter um peso adequado e a reduzir as possibilidades de desenvolver determinadas doenças, como a diabetes. Também previne doenças cardíacas ou acidentes vasculares cerebrais. Tudo isto, entre outras coisas, vai fazer com que se sinta melhor, tenha mais autoestima e mantenha uma boa saúde mental.

O que come é o combustível do seu organismo, por isso, não ingerir os nutrientes de que necessita pode fazê-lo sentir-se mal. O mais adequado é incluir na sua dieta alimentos ricos em vitaminas e ácidos gordos ómega 3 para potenciar a sua saúde mental.

Conselho 4: Ter uma vida social ativa

Cuidar e manter o contacto e as boas relações com as pessoas que o rodeiam irá fortalecê-lo. Ao evitar o isolamento, os problemas como o stress ou a ansiedade diminuem e o seu cérebro mantém-se mais ativo.

Sentir que tem uma rede de apoio influencia de forma positiva o seu bem-estar em geral, especialmente quando tem algum problema. Isto deve-se ao facto de gerar uma maior sensação de confiança, que potencia a autoestima e a felicidade.

É necessário procurar e potenciar relações saudáveis que o enriqueçam e gerem emoções positivas. Isto irá ajudá-lo a crescer como pessoa e a evitar, na medida do possível, a aproximação a certos indivíduos que não lhe fazem bem, como, por exemplo:

  • Os que lhe provocam emoções negativas.  
  • Os que têm comportamentos agressivos. 
  • Os manipuladores. 
  • Os egocêntricos. 
  • Os vitimistas. 
  • Etc.

Em suma, o apoio social e o contacto com as pessoas que o enriquecem melhoram o seu bem-estar e retardam a deterioração das suas capacidades cognitivas.

Conselho 5: Divertir-se

Dedicar algum tempo a uma atividade prazerosa melhora o seu estado de espírito. De facto, está comprovado que gerimos melhor as responsabilidades diárias quando estamos contentes.

Além disso, a nível científico, está comprovado que o riso tem a capacidade de reverter alguns tipos de danos cerebrais. Ao libertar determinadas substâncias químicas, fortalece partes do cérebro que não podem ser curadas de outra forma. Além disso, é uma ferramenta perfeita para manter um coração saudável, já que reduz a inflamação das artérias e aumenta o colesterol bom.

Conselho 6: Aprender a gerir os pensamentos

Saber gerir corretamente as suas preocupações e pensamentos negativos pode ajudar a ter uma boa saúde mental. E estes podem pressioná-lo a agir desesperadamente ou encorajá-lo a abandonar uma tarefa.

É por isso que hoje, mais do que nunca, pode tirar partido da inteligência emocional para melhorar a sua saúde mental. Desta forma, será mais fácil lidar com as suas preocupações e aprenderá a gerir os seus pensamentos obsessivos. Isto irá permitir-lhe manter sob controlo a ansiedade, o aborrecimento, a frustração, a tristeza, entre outros.

Saber como controlar as suas emoções e pensamentos irá ajudá-lo a estar mais seguro de si mesmo e irá permitir-lhe enfrentar os problemas de outro prisma. Além disso, terá um impacto direto na sua autoestima e saúde mental.

Conselho 7: Gestão do stress

As situações que lhe provocam stress podem sobrecarregar o seu cérebro com uma série de consequências negativas e deixá-lo esgotado. Por isso, deve aprender a enfrentar situações de stress e a gerir uma série de respirações. 

Um dos segredos da gestão do stress, em época de sobrecarga de trabalho ou exames, é reservar algum tempo para respirar ar fresco.

Conselho 8: Relaxar

Um divórcio, a perda de um ente querido ou estar desempregado são algumas alterações negativas que podem acontecer durante a vida. O pior destas situações é que podem fazê-lo sentir-se mal psicologicamente.

Nestes casos ou em casos semelhantes, tente manter a sua mente relaxada e reduza tudo o que seja uma fonte de stress. Se tem hobbies, talvez possam ajudá-lo a relaxar. A meditação pode ser uma das chaves, além de aprender a controlar as suas emoções, reduzindo os níveis de ansiedade.

Graças à meditação, é possível abrandar o processo de envelhecimento e proporcionar outros benefícios. Ao meditar, o seu estado de espírito eleva-se quase de forma instantânea e provoca-lhe uma sensação geral de bem-estar.

Alguns dos exercícios mais simples que pode experimentar são as diferentes técnicas de respiração. Da mesma forma, o ioga também é uma atividade que o ajuda a desligar e a relaxar.

Conselho 9: Pedir ajuda

Por vezes, pode encontrar-se numa encruzilhada e sentir que não consegue desenvencilhar-se sozinho. Nestes casos, o mais adequado é pedir ajuda, e isto não deve fazê-lo sentir-se culpado ou envergonhado.

Não é fácil ultrapassar algumas situações, e saber que pode pedir ajuda a amigos, familiares ou profissionais dá-lhe a tranquilidade necessária para as enfrentar.

Conselho 10: Ter um propósito

Perseguir um objetivo é um dos segredos para ter e manter uma boa saúde mental. Isto pode ajudá-lo a sentir que tem um motivo para continuar a fazer o que faz.

A meta fixada deve ser realista e alcançável a curto prazo, de modo a estabelecer um hábito ao qual possam ser adicionados novos desafios. As suas pequenas vitórias irão proporcionar-lhe uma grande satisfação.

De facto, a maioria das pessoas é feliz quando sabe que se esforça por conseguir algo que contribui para a melhoria da sociedade. Em contrapartida, trabalhar sem um objetivo claro traz muito pouca satisfação.

Conselho 11: Gratidão

Manter um diário de gratidão é um grande aliado na melhoria da sua saúde mental. Ali, pode refletir sobre o que é importante para si e dar graças por tudo o que aconteceu ao longo do dia.

Pode fazê-lo de manhã, assim que acordar, para dar ao seu cérebro energia positiva para enfrentar o dia, anotando todos os aspetos positivos do dia anterior, ou fazê-lo à noite para terminar o dia com boas vibrações e descansar melhor. 

Conselho 12: Evitar substâncias nocivas

Substâncias como o álcool, o tabaco e outras podem alterar o controlo e produzir efeitos irreversíveis no seu cérebro. São estimulantes e depressivos que afetam as suas funções cerebrais e podem provocar determinados problemas mentais. Alguns desses problemas são a depressão ou a ansiedade.

Drogas como o ecstasy ou a canábis podem provocar danos cerebrais ao mesmo tempo que proporcionam uma sensação de felicidade temporária. E viver com danos cerebrais é muito difícil.

Para recuperar, a reabilitação é um bom ponto de partida, pois ajuda-o a retomar um estilo de vida mais feliz e saudável.

A saúde mental é tão importante como a saúde física?

A verdade é que tanto a saúde mental como a saúde física estão relacionadas. Ao cuidar do seu corpo físico com uma alimentação saudável ou fazendo exercício físico regularmente, está a dar passos importantes para cuidar da sua saúde mental.

Lembre-se de que as suas emoções e pensamentos alteram o seu equilíbrio, pelo que, para melhorar a sua saúde mental, deve cuidar de si a todos os níveis. Na Atida | Mifarma, oferecemos-lhe conselhos como os anteriores para que possa alcançar o seu bem-estar. Contudo, lembre-se de que cada pessoa é única e tem de lidar com a sua situação pessoal.

Reme Navarro Escrivá

Farmacêutica e Nutricionista. Licenciada em Farmácia na Universidade de Valencia no ano 2007, Licenciada em Nutrição na mesma universidade em 2009. Dedicada ao mundo da saúde e da farmácia há mais de 15 anos. De reunião em reunião, na Atida eu escrevo este blog sobre temas que considero interessantes para a saúde e cuidado pessoal.

0 comentários

Deixa o teu comentário

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *