Prótese dentária: Tudo o que precisa de saber

Prótese dentária

Uma prótese dentária é utilizada para substituir dentes em falta por dentes artificiais. Tem vários benefícios, pois restaura a funcionalidade e a capacidade de mastigar. Além disso, os utilizadores de prótese dentária podem falar com melhor dicção. Aqui explicaremos mais sobre as próteses dentárias, por isso, convidamo-lo a continuar a ler.

Como habituar-se à prótese dentária?

Se nos quisermos habituar de forma rápida e eficaz à nossa nova prótese, há vários aspetos a ter em mente.

Antes de mais, é habitual que durante os primeiros meses sintamos algum desconforto e a adaptação seja mais difícil. É possível que apareçam algumas feridas e que tenhamos um excesso de salivação. A chave é simplesmente ser paciente.  

Nos primeiros dias de utilização, recomenda-se não ingerir alimentos sólidos. Os sumos, cremes e sopas vão ajudar-nos a familiarizar-nos com a prótese e a ter consciência de que ela está lá. 

Após algumas semanas, a prótese terá assentado e poderemos utilizar uma cola para ajudar a fixá-la. Como resultado, podemos retomar a nossa vida normal sem que a ausência dos nossos dentes naturais seja um desconforto estético ou físico.

Em qualquer caso, se após o processo de adaptação as feridas persistirem ou se sentirmos dor, teremos de consultar o nosso especialista. Este estudará a situação e tomará as medidas necessárias para dar resposta às nossas exigências.

Que tipos de próteses dentárias existem?

As próteses são necessárias porque os nossos dentes não têm uma capacidade regenerativa. Caso os percamos, é necessário substituí-los não só por razões estéticas mas também por razões funcionais.

Dependendo da fixação da prótese, ou se são fixas ou removíveis, existem diferentes tipos de próteses dentárias

Próteses apoiadas na gengiva e dentes ou flexíveis

As próteses apoiadas na gengiva e dentes são fixadas quando ainda temos alguns dentes, que servirão de ancoragem. São normalmente chamadas pontes dentárias e são fixadas através de um sistema que é apoiado noutro dente natural.

Estas próteses dentárias são também conhecidas como próteses esqueléticas e são as que oferecem a maior estabilidade e conforto.

Próteses apoiadas na gengiva ou convencionais

Quando não temos nenhum dente, é necessário utilizar próteses apoiadas na gengiva. Estas são as próteses convencionais, que se apoiam inteiramente sobre as gengivas.

São removíveis, mas graças aos avanços da tecnologia e dos materiais, podem passar completamente despercebidas. A parte superior da dentadura é fixada com o “efeito ventosa” que é criado entre a fenda do palato e a prótese. No entanto, a fixação da parte inferior é mais complexa e depende da quantidade de osso na mandíbula. Também pode ser utilizada uma cola especial para a cavidade oral.

Próteses apoiadas sobre implantes

As próteses apoiadas sobre implantes são fixas. São fixadas através de parafusos que são inseridos a partir da gengiva no maxilar. Também são chamadas próteses sobredentadura.

Se as compararmos com as anteriores, as próteses suportadas sobre implantes são mais estáveis. A razão para tal é que não são removíveis. No entanto, tal como acontece com os implantes dentários, deve haver tecido ósseo suficiente no maxilar.

Preços das próteses dentárias

Nem todos os preços das próteses são iguais. De facto, as técnicas utilizadas e o tipo de prótese podem aumentar consideravelmente o custo.

  • Próteses apoiadas na gengiva e dentes. Se escolhermos este tipo de prótese dentária, o preço final variará em função do número de coroas que necessitam de ser fabricadas. Se precisarmos de substituir entre um a três dentes, o preço pode ser de cerca de 500€, mas aumentará se precisarmos de substituir mais dentes.
  • Próteses apoiadas na gengiva. Esta é a prótese mais económica. Podemos obter uma prótese completa por cerca de 1200€, ou seja, cerca de 600€ por cada arcada.
  • Próteses apoiadas sobre implantes. Este tipo de prótese tem o preço mais elevado. Também deve ser tido em conta se os parafusos serão fixados à prótese ou se devem ser utilizados implantes dentários e pontes. Se escolhermos o primeiro, o gasto será de cerca de 4000€ por arcada.

O que é uma prótese dentária removível?

As próteses removíveis são muito mais baratas e fáceis de utilizar; no entanto, são menos estáveis. As pessoas que optam por elas, normalmente, escolhem pela rapidez ou porque não têm osso suficiente para colocar implantes fixos.

As próteses removíveis têm uma estrutura metálica que está ancorada aos dentes conservados. Existem dois tipos: completas ou parciais.

Com o tempo, os dentes utilizados como apoio vão desgastar-se. Como resultado, os dentes podem cair ou talvez seja necessário extraí-los. Nesta situação, será necessário mudar de uma prótese removível para uma prótese completa. A principal vantagem destas próteses é que são de fácil manutenção, embora seja necessário fazê-lo regularmente.

Como colar a sua prótese dentária?

Por vezes, quem utiliza próteses removíveis repara que a fixação das suas próteses não é boa. Teremos este problema se não utilizarmos um bom fixador que nos ajude a manter a prótese completamente fixada.

As colas bucais têm normalmente um sabor agradável e refrescante e, claro, não são tóxicas. Quando as utilizar, certifique-se apenas de que não tem aftas ou feridas nas gengivas. Quais são os melhores fixadores para a prótese dentária? Vamos ver de seguida.

Creme de fixação para selagem máxima

Corega

Comprar

O creme de selagem máxima da Corega é, de acordo com os utilizadores, o melhor da marca. Proporciona até 12 horas de fixação máxima para evitar a entrada de alimentos. Além disso, não tem sabor e tem um bocal de precisão para uma fácil aplicação.

 

Creme fixador com efeito almofada

 

Corega

Comprar

Mais uma vez, a Corega pensou nos utilizadores de próteses para conceber um produto que protegesse as suas gengivas da pressão. O creme fixador com efeito almofada protege contra fricção e irritação durante todo o dia para que se sinta confortável.

 

 

Fixação com sabor a mentol 

Kukident

Comprar

 

O Kukident pro dupla proteção é um creme de fixação que ajuda a eliminar bactérias que causam mau hálito e tem um sabor a mentol. 

 

Creme de fixação de dupla ação

Kukident

Comprar

O Kukident de dupla ação assegura que chega ao fim do dia com 88% de fixação. Além disso, proporciona uma ação amortecedora entre as gengivas e a dentadura, para que desfrute do máximo conforto durante todo o dia.

Formas de limpar próteses dentárias 

Para evitar problemas de fixação com as nossas próteses removíveis, é necessário limpá-las diariamente. Para tal, é aconselhável utilizar uma escova de dentes para próteses dentárias que seja de qualidade e que alcance todos os recantos. Depois, a prótese deve ser lavada com água abundante. No entanto, além desta limpeza diária após as refeições, devemos também proceder a uma limpeza mais profunda. 

O que podemos utilizar? Espumas ou pastilhas de limpeza são comuns. Estão disponíveis no mercado diferentes marcas e soluções.

Limpeza em 3 minutos 

O oxigénio ativo provou ser um excelente produto para a limpeza de próteses ou mesmo goteiras. As pastilhas de oxigénio bioativo da Corega
são formuladas para limpar sem abrasão. Desta forma, mantêm as próteses limpas, frescas e brilhantes.

Comprimidos de limpeza de tripla ação

A Steradent Active plus tem umas fantásticas pastilhas de limpeza para ortodontia, goteiras e próteses dentárias. Removem a placa, as manchas e matam 99,9% das bactérias. São adequadas para próteses parciais e totais. Além disso, não danificam peças metálicas.

Perguntas mais frequentes sobre próteses dentárias 

Muitas pessoas têm algumas preocupações antes de decidir qual a dentadura a utilizar. Gostaríamos de responder a algumas das questões mais comuns sobre as próteses dentárias.

É perigoso dormir com a prótese?

Dormir com próteses dentárias removíveis comporta um certo risco. Especialmente, se alguma parte da prótese não estiver bem ajustada, é possível que se solte e cause asfixia e sufoco. Podemos deixar as nossas próteses dentárias num recipiente de próteses, o que é ideal para as manter num ambiente higiénico.

Por outro lado, devemos saber que as gengivas têm de descansar pelo menos 4 horas por dia sem a prótese. O motivo para tal é que suportam a pressão da mastigação e precisam de oxigénio para recuperar o volume perdido devido à compressão. Posteriormente, estarão prontas novamente para a colocação da prótese. Antes de irmos dormir, podemos aproveitar a oportunidade para limpar completamente a prótese dentária.

De que são feitas as próteses?

As próteses removíveis são muito confortáveis. Podemos colocá-las e retirá-las facilmente, sejam elas completas ou parciais. De que materiais são feitos?

  • Cerâmica. Este é um dos materiais mais utilizados, devido à sua dureza e rigidez. Graças a ele, teremos dentes novos com um aspeto muito natural. No âmbito da cerâmica, existem duas variedades: a aluminífera e a feldspática.
  • Resina. A estrutura da prótese removível é rosa para imitar as gengivas. A base é feita de resina, um material que é muito fácil de manusear e que tem boas propriedades.
  • Metal. Forma a estrutura da nossa nova prótese. Os metais mais utilizados são o níquel, cobalto, crómio, paládio e prata. Algumas pessoas são sensíveis a eles e apresentam reações alérgicas. Nestes casos, estes metais são substituídos por zircónio, alumina, titânio ou paládio.

Para mais conselhos de saúde, como estas sobre próteses dentárias, recomendamos que se mantenha ligado às redes sociais da Mifarma by Atida.

Reme Navarro Escrivá

Farmacêutica e Nutricionista. Licenciada em Farmácia na Universidade de Valencia no ano 2007, Licenciada em Nutrição na mesma universidade em 2009. Dedicada ao mundo da saúde e da farmácia há mais de 15 anos. De reunião em reunião, na Atida eu escrevo este blog sobre temas que considero interessantes para a saúde e cuidado pessoal.

0 comentários

Deixa o teu comentário

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *