O que são retinoides?

Os retinoides são uma família de compostos com grande poder antienvelhecimento e relacionados com a vitamina A. Estimulam a renovação celular e melhoram a qualidade da pele ao promover a síntese de colagénio e elastina.

Esta vitamina reduz imperfeições, linhas de expressão e rugas, ilumina a pele e melhora a produção de colagénio. Poderás encontrá-lo em diferentes apresentações e, curiosamente, nos ingredientes dos produtos cosméticos poderás encontrá-lo com o nome de retinol, retinal ou retinil.

Benefícios dos retinoides

Devido às suas propriedades, são um recurso valioso em cosméticos antienvelhecimento e para pessoas com tom de pele irregular, manchas ou acne. Possuem grande poder antioxidante e são perfeitos para prevenir e combater os sinais de fotoenvelhecimento. Além disso, são igualmente indicados para controlar a acne.

Tipos de retinoides

Existem diferentes tipos, e cada um deles possui um mecanismo de ação específico. Alguns retinoides funcionam mais rápido do que outros. O seu grau de “potência” do mais alto ao mais baixo é o seguinte: ácido retinóico, retinal, retinol e retinil.

  1. Retinol. É o mais popular e o que apresenta menos efeitos secundários. Atua a nível celular e, para obter resultados visíveis, deve aplicar-se durante pelo menos um ano.
  2. Ésteres de retinoides. Estes são os mais fracos de toda a família. São encontrados em produtos de venda livre que tratam a acne.
  3. Ácido retinóico. Apenas pode ser adquirido com prescrição médica e a sua ação é mais intensa do que a do retinol.
  4. Isotretinoína. Também é comprado com receita médica e é usado para tratar problemas de acne mais severos.

Na hora de usares tratamentos de pele sem receita médica, deves sempre apostar no retinol em vez da retinal.

Conselhos de aplicação

Se usares retinoides, lembra-te de que é melhor fazê-lo durante a noite do que de dia. Se os aplicares durante o dia, não te esqueças de também adicionar um fator de proteção solar adequado (FPS 30 ou FPS 50) na tua rotina de beleza.

A faixa etária mais recomendada para o seu uso é a partir dos 35 anos. Mesmo assim, evita-os se estiveres grávida ou a amamentar.

Já os usaste? Conta-nos como foi a tua experiência nos comentários!

Reme Navarro Escrivá

Farmacéutica y Nutricionista. Licenciada en Farmacia en la Universidad de Valencia, Licenciada en Nutrición en la misma universidad. Dedicada al mundo de la salud y la farmacia desde hace mas de 15 años. Entre reunión y reunión en Mifarma escribo éste blog de los temas que considero interesantes para la salud y el cuidado personal