O que é um orgasmo?

Um orgasmo é o culminar de uma relação sexual ou clímax. Este produz uma sensação de libertação repentina e agradável da tensão que acumulaste durante o processo que começou na fase de excitação.

Ao chegar ao orgasmo, uma série de espasmos musculares intensos e muito agradáveis ​​são gerados, promovendo a libertação de endorfinas, as quais ocorrem simultaneamente.

O orgasmo é igual nos homens e nas mulheres?

No caso das mulheres, o orgasmo pode ser vivido de diferentes maneiras, embora seja geralmente caracterizado por um aumento da pressão arterial, respiração e frequência cardíaca. Por outro lado, os músculos pélvicos, o ânus, o útero e a vagina contraem-se em menos de um segundo entre 5 a 10 vezes. No entanto, algumas mulheres podem sentir isso por todo o corpo ou ter orgasmos múltiplos.

No caso do homem, é preciso saber diferenciar orgasmo e ejaculação, uma vez que não são a mesma coisa. Efetivamente, o homem pode ejacular sem chegar ao orgasmo. Tal como acontece com as mulheres, o orgasmo nos homens acelera a pressão arterial, a respiração e os batimentos cardíacos. Além disso, as contrações musculares ocorrem nas vesículas seminais (que irão causar a expulsão do sémen), na próstata e em certos músculos da região pélvica.

Duram alguns instantes e, posteriormente, o homem entra numa fase de relaxamento geral que lhe proporciona uma sensação agradável, assim como cansaço e sonolência.

Existem diferentes tipos de orgasmo?

Os especialistas não chegam a um consenso geral sobre como definir corretamente um orgasmo, e isso significa que existem diferentes maneiras de categorizá-los. Por exemplo, Sigmund Freud diferenciava os orgasmos femininos como orgasmos vaginais em mulheres com uma resposta sexual saudável e orgasmos clitoriais em mulheres jovens.

No entanto, Betty Dodson, investigadora sexual, definiu até 9 formas diferentes de orgasmo. Vejamos as mais conhecidas:

– Orgasmos de tensão: ocorrem como resultado da estimulação direta quando os músculos e o corpo estão tensos.

– Orgasmos de relaxamento: ocorrem quando, durante a estimulação sexual, se produz um profundo relaxamento.

– Orgasmos de pressão: derivam de uma estimulação indireta ao aplicar pressão. São muito comuns em crianças.

– Múltiplos orgasmos: assim chamados quando mais de um orgasmo ocorre num curto período de tempo.

– Orgasmos combinados: quando diferentes experiências de orgasmo se misturam.

 

Além dessas formas, e apesar de Dodson e Freud as rejeitarem, outros investigadores também descreveram o seguinte:

– Orgasmos do ponto G, que resultam da estimulação de uma zona durante a penetração e manifestam-se de forma diferente das outras.

– Fantasia de orgasmos, somente após estimulação mental.

Agora que já sabes o que é orgasmo e as suas diferenças entre o homem e a mulher, poderás, com certeza, desfrutar ainda mais das tuas relações sexuais!

Reme Navarro Escrivá

Farmacéutica y Nutricionista. Licenciada en Farmacia en la Universidad de Valencia, Licenciada en Nutrición en la misma universidad. Dedicada al mundo de la salud y la farmacia desde hace mas de 15 años. Entre reunión y reunión en Mifarma escribo éste blog de los temas que considero interesantes para la salud y el cuidado personal