GASES NA GRAVIDEZ: COMO CONTROLÁ-LOS

,

A gravidez costuma ser um momento maravilhoso, cheio de emoção e expectativa. O corpo passa por mudanças contínuas que o preparam para receber uma nova vida e, quando chegar a hora, para dar à luz. Mas pouco se fala sobre os gases na gravidez, entre outros desconfortos. Aqui explicamos porque é que os gases ocorrem durante a gravidez e como lidar com eles.

Gases na gravidez: porque ocorrem

As alterações hormonais, principalmente o aumento da progesterona, provocam o relaxamento dos tecidos, o que faz com que a digestão desacelere. Isto garante ao corpo que os nutrientes dos alimentos sejam absorvidos corretamente e cheguem ao bebé e à mãe de maneira ideal. O principal efeito colateral é que os alimentos passam mais tempo no trato digestivo e, como consequência, mais gases são produzidos.

Por outro lado, o útero em crescimento move o intestino para cima e para os lados, além de comprimi-lo. Isto contribui para provocar ainda mais desconfortos como gases e azia. Estes são muito frequentes e quase todas as mulheres grávidas sofrem com eles nalgum momento durante a gravidez.

Às vezes, os gases causam dores desagradáveis, quase sempre semelhantes às que sentes fora da gravidez. Se notar dores invulgares, sentir que a barriga está a endurecer ou tiver outros sintomas associados como diarreia ou vómitos, não hesite em dirigir-se imediatamente ao seu centro de saúde de referência.

O que não deve tomar para os gases se estiver grávida

Como sabe, a gravidez requer cuidados específicos e é preciso ter muito cuidado com o que ingere durante o período de gestação para não prejudicar o feto e o seu desenvolvimento. É por isso que neste momento é totalmente desaconselhável tomar laxantes ou infusões e produtos que interfiram no trânsito intestinal, pois podem causar contrações uterinas. Se quiser tomar algum produto, faça-o sempre sob supervisão e orientação médica.

Como controlar os gases se estiver grávida

As dicas para controlar os gases são diferentes no que toca à gravidez, pelo que falamos anteriormente. Aqui estão alguns pontos-chave:

  • Manter uma alimentação variada, equilibrada e saudável
  • Praticar exercícios moderados ou leves ajudará a aliviar e até evitar alguns desses desconfortos. Como exercício moderado destacamos a prática de yoga adaptada a grávidas ou alongamentos.
  • Caminhar uma hora por dia.

Como reduzir os gases nas primeiras semanas de gravidez?

A melhor forma de prevenir e evitar o excesso de gases é modificando a nossa alimentação. Aqui estão algumas dicas para ajudar a reduzir os gases durante as primeiras semanas de gravidez:

  1. Evite alimentos que causam gases: alguns alimentos, como vegetais de folhas verdes, feijão, repolho e brócolos, podem causar gases. Tente limitar estes alimentos ou evitá-los completamente se eles forem um problema para si.
  2. Coma devagar e mastigue bem os alimentos: a mastigação adequada ajuda a digerir os alimentos com mais eficiência, o que pode reduzir a quantidade de gases que produz.
  3. Beba muita água: a água pode ajudar a diluir os gases do sistema digestivo e favorecer a sua eliminação.
  4. Evite alimentos rápidos e processados: Alimentos rápidos e processados ​​geralmente contêm grandes quantidades de gordura e produtos químicos que podem contribuir para a produção de gases.

É importante mencionar que os gases durante a gravidez são normais e a maioria das mulheres experimenta este problema nalgum momento da gravidez. Se tiver algum problema ou preocupação, fale com o seu médico. E não deixe de ler nosso post sobre a melhor posição para eliminar os gases.

Se quiser compartilhar sua experiência conosco, deixe-nos um comentário abaixo. Nós lemos!

Reme Navarro Escrivá

Farmacêutica e Nutricionista. Licenciada em Farmácia na Universidade de Valencia no ano 2007, Licenciada em Nutrição na mesma universidade em 2009. Dedicada ao mundo da saúde e da farmácia há mais de 15 anos. De reunião em reunião, na Atida eu escrevo este blog sobre temas que considero interessantes para a saúde e cuidado pessoal.

0 comentários

Deixa o teu comentário

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *