Romã: todos os seus benefícios e propriedades

,

É provável que reconheças a romã logo que a vejas, mesmo que nunca tenhas bebido sumo de romã (fruta) ou comido a própria fruta. A sua popularidade deve-se às suas propriedades antioxidantes, mas estes não são os seus únicos benefícios para a saúde. Queres saber mais sobre ela? Continua a ler!

O que a da romã? Qual é a sua origem?

A romã (fruta) é carnosa e obtém-se a partir de uma pequena árvore, Punica granatum, que não atinge uma altura superior a 5 metros. Esta desenvolve-se muito bem nas zonas semi-áridas do Mediterrâneo, como acontece com a laranjeira ou a oliveira.

Quando esta árvore está em flor, é incrivelmente bela. Tanto assim que ganhou o privilégio de fazer parte de uma das 7 maravilhas do mundo antigo: os jardins suspensos da Babilónia.

As suas sementes são vermelho vivo e brilhante e trazem-te inúmeros benefícios. De facto, tem sido considerada uma espécie de fruta milagrosa em diferentes culturas. Por causa disto, tem sido utilizada para tratar e curar doenças ao longo da história.

Acredita-se que a árvore seja originária do Irão, de terras que outrora apoiaram a civilização persa. No entanto, o seu cultivo remonta à pré-história. Por outro lado, podemos afirmar que a Espanha é um dos principais produtores de romã (fruta), seguida da Índia e do Irão. Mais especificamente, a concentração da produção nacional é em Múrcia e Alicante. Estas províncias estão empenhadas em cultivar romãs orgânicas para cobrir as necessidades de países como a Inglaterra e a Alemanha.

Propiedades da romã

A romã é uma fruta rica em antocianinas, flavonoides e elagitaninos, que são substâncias que protegem contra bactérias, parasitas e radiação ultravioleta.

Dedicaram-se muitos recursos ao estudo do poder antioxidante da romã com conclusões positivas. De facto, a maioria deles recomenda o consumo da fruta em sumo, colocando-a ao nível do mirtilo e do chá verde. Assim, afirma-se que beber diariamente um copo de sumo de romã, reduz o risco de doenças cardiovasculares. Isto porque fornece uma maior quantidade de antioxidantes do que outras frutas e até três vezes mais do que o chá verde e o vinho.

A ação dos antioxidantes melhora o estado dos vasos sanguíneos e reduz o endurecimento das artérias provocado pela oxidação do colesterol. Também regula a pressão arterial e reduz a retenção de LDL ou colesterol mau.

Por outro lado, protege vários órgãos e tecidos de doenças degenerativas e também demonstrou ser eficaz contra o cancro do cólon, da mama e da pele. Também retarda a progressão de tumores recorrentes em pessoas que foram submetidas a cirurgia do cancro da próstata; em pessoas saudáveis atua como prevenção.

No que toca às propriedades conferidas pelos taninos, tem um efeito anti-inflamatório sobre a mucosa digestiva. Por isto pode-se utilizar em casos de diarreia. Além disso, o ácido cítrico alcaliniza a urina, desinfeta e melhora a ação do ácido málico e da vitamina C.

Também não devemos esquecer que a romã é uma fruta rica em minerais tais como fósforo, manganês, potássio, magnésio, ferro e cálcio.

Benefícios e contraindicações da romã

As propriedades desta fruta produzem uma série de benefícios no nosso organismo. Já mencionámos que reduz o colesterol mau, mas esta não é a única vantagem que se pode ter. Queres saber porque a deves consumir?

  • Por combater distúrbios gastrointestinais. Por ser rica em taninos, favorece a absorção de água. Consequentemente, combate problemas intestinais tais como dores de estômago ou diarreia. Pode também combater a dispepsia e os parasitas intestinais.
  • Melhora a fertilidade e é afrodisíaca. A história grega antiga credita Afrodite com a plantação da primeira romãzeira. De acordo com um estudo da Universidade de Edimburgo, a romã aumenta os níveis de testosterona em 30%. Se beberem o sumo regularmente, homens e mulheres notam uma melhoria no seu estado de espírito e desejo sexual. Por outro lado, existem também estudos que apontam para uma melhoria da função eréctil, afirmando que esta pode ser comparável à do Viagra. Também aumenta a motilidade e a contagem do esperma.
  • Favoroce a saúde cardíaca. A romã (fruta) purifica o sangue e aumenta o fluxo sanguíneo. Também ajuda a manter o colesterol à distância.
  • Melhora o aspeto da pele. O seu grande poder antioxidante e as suas vitaminas B, fazem a tua pele parecer jovem e saudável. Previne a hiperpigmentação e a presença de ácido púnico hidrata a pele mais seca. Também ajuda no crescimento do cabelo e unhas.
  • Reforça o sistema imunitário. Um copo de sumo natural de romã estimula o teu sistema imunitário e os probióticos do corpo.
  • Previne a perda da memória. É perfeita para combater problemas de memória ao mesmo tempo que estimula a aprendizagem. Favorece uma boa saúde neurológica.

Contraindicações da romã

As pessoas que tomam medicamentos para controlar e baixar a pressão sanguínea devem ter cuidado ao consumir sumo de romã. A razão de ser assim, é que o próprio sumo já funciona para baixar a pressão arterial.

Por outro lado, o consumo excessivo de romãs pode causar tonturas devido à elevada quantidade de alcaloides que contém.

A romã, como já vimos, tem muitos benefícios para a saúde, mas se consumida com certos medicamentos pode ser perigosa. Por este motivo, recomendamos que perguntes ao teu médico ou farmacêutico se podes comer romã com o tratamento médico prescrito.

Como se come a romã?

A Fundação Espanhola de Nutrição indica que, embora a fruta seja normalmente consumida como qualquer outra fruta, tem uma aplicação importante na produção de xaropes e bebidas fermentadas ou granadinas.

Ao comer os seus bagos, vais ter uma experiência que não é comparável com a de outras frutas. Os seus grãos explodem na boca e enchem-na com o seu sumo doce e azedo. Podes utilizar a romã para decorar saladas, sobremesas, gelados ou para fazer uma torta salgada de legumes.

As crianças costumam comer bem a romã em saladas de frutas. E são perfeitas para dar um toque de cor a um muesli feito com amêndoas ou tâmaras.

Nos países árabes, o seu sumo é frequentemente utilizado para preparar molhos e os grãos são utilizados para rechear guisados. Um exemplo disto é o molho muhammara libanês. É feito com pimento vermelho, sumo de romã, colorau, alho e azeite. O resultado é um molho muito mediterrânico com o qual se podem comer vegetais crus ou molhar o pão para uma sanduíche.

Como retirar os bagos?

Sem dúvida que retirar os bagos da romã é a parte mais difícil para a comer. O mais fácil é cortar ao meio e pôr de cabeça para baixo numa tigela ou num prato. Depois, com a ajuda de uma colher, bates na pele e verás como os bagos caem facilmente.

Antes de a comer, retira alguma membrana branca que tenha ficado presa, uma vez que tem um sabor amargo.

Como comprar uma romã

Podes encontrar romãs no mercado a partir de meados de setembro. No entanto, o outono é quando está no seu auge e é possível comprar melhores peças de fruta a bons preços.

Quando lhes pegares podes ver como são sumarentas. Se for pesada para o seu tamanho ou tiver uma pele muito lisa e brilhantemente colorida com tonalidades acastanhadas, é uma fruta esplêndida.

A romã tem muito açúcar?

A romã é uma fruta de baixo teor calórico e baixo teor em hidratos de carbono. Aproximadamente cada 100 gramas desta fruta fornece-te 34 quilocalorias. É, portanto, adequado para utilização em dietas de emagrecimento e os diabéticos também a podem comer.

Mas para apreciar o seu sabor e não apenas os seus benefícios, é preciso saber escolher. De lembrar que as romãs podem ser classificadas em 3 variedades ou grupos: amargas, agridoces e doces. Conforme as suas proporções de açúcares, situam-se num ou noutro grupo.

A romã causa obstipação?

A romã é uma fruta que contém uma grande quantidade de taninos, o que a torna ideal para combater a diarreia. A forma de o fazer é preparar uma infusão com a casca. Por outro lado e embora possa parecer contraditório, a romã pode também agir como um laxante. Porquê? Por ter um elevado teor em fibras, é também uma fruta indicada para combater a obstipação, pois atua como um laxante.

A romã (fruta) tem inúmeros benefícios, não esquecendo que ajuda a manter uma pele suave e jovem. Na Atida | Mifarma damos-te recomendações para que possas aproveitar ao máximo as frutas e legumes sazonais e ter uma saúde invejável. Se quiseres saber de tudo o que temos para oferecer, fica atento às nossas redes sociais.

Reme Navarro Escrivá

Farmacêutica e Nutricionista. Licenciada em Farmácia na Universidade de Valencia no ano 2007, Licenciada em Nutrição na mesma universidade em 2009. Dedicada ao mundo da saúde e da farmácia há mais de 15 anos. De reunião em reunião, na Atida eu escrevo este blog sobre temas que considero interessantes para a saúde e cuidado pessoal.

0 comentários

Deixa o teu comentário

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *