8 razões pelas quais a meditação o ajudará a ter melhor sexo

,
sexo e meditação

O sexo e a meditação estão mais intimamente relacionados do que se pensa. Com esta prática antiga, os níveis de cortisol são reduzidos e pode concentrar-se no momento em que está a viver, algo muito necessário durante o sexo.

Se quiser desfrutar plenamente das relações sexuais, é importante concentrar a sua atenção nesse momento e no que lhe traz prazer. A incapacidade de o fazer pode criar um diálogo interno negativo que impossibilita o seu funcionamento. É por isso que se diz que, a longo prazo, o stress inibe o desejo sexual.

Por outro lado, deve saber que o stress crónico afeta certas regiões do cérebro, como o córtex pré-frontal, o hipocampo e a amígdala. O seu impacto altera as funções fisiológicas e comportamentais, incluindo as sexuais.

A meditação contribui para reduzir os seus níveis de stress, tal como demonstrado por alguns estudos de Harvard. Coloca-a, portanto, numa melhor posição para desfrutar e melhorar a sua vida sexual.

Quem pratica meditação budista apresenta níveis mais baixos de cortisol. De facto, a realização desta atividade durante 4 meses diminui-o em 20%. Também, num estudo realizado pelas psicólogas Lori A. Brotto e Rosemary Basson, foi confirmado que a prática de mindfulness aumenta o desejo sexual das mulheres.

Por todas estas razões, o sexo e a meditação são dois fatores que, em conjunto, lhe permitirá desfrutar ao máximo da sua intimidade. Se ainda tiver dúvidas, aqui estão 8 razões pelas quais meditar o ajudará a ter melhor e mais sexo.

1. Não viverá tão rápido

Na atualidade, tudo acontece a um ritmo acelerado. Conciliar o trabalho, a vida pessoal e familiar pode tornar-se uma odisseia. Sai a correr do trabalho, vai buscar as crianças (se as tiver), vai ao ginásio, faz jogging, vai às compras… E faça tudo isto como se fosse um autêntico relâmpago. Quando chega a casa e finalmente relaxa, está sem energia.

Atravessamos cada dia à velocidade máxima e não somos capazes de perceber o que as pessoas à nossa volta nos podem dar. Por vezes, pode nem sequer estar consciente de que está a deixar escapar o amor da sua vida, porque nem sequer está a concentrar-se conscientemente nisso, está apenas a viver.

No entanto, se dedicar alguns minutos do seu dia à meditação, obterá vários benefícios. O seu semblante irá relaxar e estará numa melhor predisposição para desfrutar cada dia. A meditação proporciona-lhe calma e, graças a este estado, poderá divertir-se mais com as pessoas à sua volta.

2. Desfrutará do agora

O mindfulness e a meditação ancoram-no ao presente, uma vez que alcançar a atenção permite-lhe estar consciente do que está a fazer em cada momento. Se é uma daquelas pessoas que durante o sexo divaga e pensa em problemas do escritório, a meditação pode ajudá-lo.

Através da atenção plena, pode concentrar-se no momento que está a viver. A ciência diz-nos que isto pode mudar a sua mente de um foco interno para um foco externo. Algo que irá aliviar a sua ansiedade e trazê-la para o agora.

Esta prática, que leva apenas alguns minutos por dia, permite-lhe fazer uma pausa e ter um momento para si própria. Se for capaz de dominar isto, estará a dar a si própria a oportunidade de fazer uma pausa na sua vida. Portanto, quando chegar a altura, poderá entregar-se ao máximo e desfrutar do prazer corporal por completo.

3. Aumentará a sua perceção e intuição

Não tente abrir um caminho às cegas através dos movimentos, isso é demasiado difícil. Se se concentrar bem e colocar toda a sua energia num copo de vinho ou num perfume, será capaz de perceber todas as suas nuances. O mesmo acontece se tiver a capacidade de se concentrar em si próprio no momento presente e em tudo o que tem nas suas mãos.

Se praticar meditação, os estudos indicam que pode desenvolver um sentido mais profundo e intuitivo para saber o que o seu parceiro sexual necessita. E será capaz de multiplicar as suas sensações.

4. Ajudá-la-á a descansar

Depois do jantar, muitas pessoas passam horas e horas a mexer nos seus telemóveis ou computadores. Sabe o que aconteceria se passasse esse tempo a meditar? A sua pulsação diminuiria, relaxaria pouco a pouco e isso favoreceria um melhor descanso e mais horas de sono.

Como resultado, se a sua noite tiver sido reparadora, acordará ansiosa para enfrentar o dia. Não importa o que o dia lhe reserva, estará a 100%.

Por outro lado, se a sua noite não foi assim e ainda estiver cansada pela manhã, o seu dia será completamente diferente. E quando a noite cair, só vai ter vontade de deitar-se e descansar.

Não se esqueça que dormir é um afrodisíaco natural que aumenta significativamente o seu prazer sexual. Se melhorar o seu descanso e sono, estará mais disposta a relacionar-se com o seu parceiro. Uma pessoa que está cansada não tem corpo para manter relações, portanto, se quiser desfrutar do sexo, o descanso é um dos remédios que deve ter em conta.

5. Reduzirá a sua tensão: quanto menos stress, mais vontade

Quando se vive num estado de tensão e stress, o desejo sexual diminui consideravelmente. A razão reside nas alterações fisiológicas que o seu corpo sofre, que acabam por conduzir a certos problemas de saúde. Algumas das mais importantes são a depressão, a fadiga e a ansiedade.

A meditação pode neutralizar este efeito relaxando tanto a mente como os músculos do seu corpo, o que lhe dá mais controlo sobre eles. Além disso, meditar e praticar a respiração consciente ativa o seu sistema nervoso parassimpático.

Isto reduz a secreção de cortisol, que é a hormona do stress responsável por estar constantemente vigilante. A sua presença também inibe o apetite sexual. Portanto, se viver uma vida acelerada, é normal estar irascível e desprovido de desejo.

A prática de meditação dar-lhe-á a calma de que necessita para desfrutar das suas relações.

6. Melhorará os seus orgasmos

Se terminar as relações sexuais e ficar igual a antes, é normal que não tenha vontade de repetir. Mas a responsabilidade nem sempre recai sobre o seu parceiro; na maioria das vezes, recai sobre os seus ombros.

Um grupo de cientistas americanos demonstrou com testes laboratoriais algo de que muitas mulheres há muito suspeitam. Quando se vive uma vida acelerada e apressada, é muito difícil chegar ao orgasmo. E mesmo que o faça, é provável que o clímax seja algo banal.

Também aqui, a culpa é do cortisol. É esta hormona que bloqueia aquele instante de máximo prazer. Por isso, meditar, reduzir o stress e levar o tempo necessário são os ingredientes perfeitos para que se divirta e desfrute.

7. Estará de bom humor

As endorfinas são neurotransmissores hormonais que desencadeiam estados de euforia e felicidade. Um estudo da Universidade do Michigan nos Estados Unidos indica que ajudam a reduzir a dor.

Através da meditação regular, pode libertar estas hormonas e alcançar um estado de alegria e calma. Isto é necessário e essencial para gozar de uma boa vida sexual.

Quando se tira um peso dos ombros, o humor melhora. Pois bem, isto é o que acontece quando instala uma rotina diária de meditação.

Um estudo dinamarquês comprovou que após uma sessão de yoga nidra, uma prática de meditação tântrica profunda, a sua dopamina aumenta. Esta substância, que é uma das hormonas responsáveis pela felicidade, pode aumentar os seus níveis até 65%, algo bastante significativo.

E, claro, as pessoas felizes são mais abertas e predispostas a ter sexo prazeroso.

8. Durará mais tempo

Se todas as razões acima referidas não parecem ser razões suficientes para começar a meditar e encorajar o seu parceiro sexual a fazê-lo, ainda temos um último ás na manga.

A sua situação ao meditar é que estará bem descansada e de bom humor. Este é, certamente, o prelúdio para dar o seu melhor e também para uma repetição. Mas, além disso, esta situação também a ajuda a prolongar o momento o máximo possível.

É por isso que na Atida | Mifarma recomendamos que não só a pratique, mas também encoraje o seu parceiro sexual a experimentar a meditação.

O sexo e a meditação são algo que é sempre melhor praticado em casal. Queremos que tome consciência dos seus benefícios através da sua própria experiência. Medite durante alguns minutos por dia e terá a calma de que necessita para controlar as suas emoções. Na verdade, atuará como uma espécie de estimulante mental. Assim sendo, irá ajudá-la a ter melhor qualidade e intensidade nas suas relações sexuais, com a vantagem de não ficar exposta aos efeitos secundários de um medicamento. Anime-se e conte-nos nos comentários sobre a sua experiência.

Reme Navarro Escrivá

Farmacêutica e Nutricionista. Licenciada em Farmácia na Universidade de Valencia no ano 2007, Licenciada em Nutrição na mesma universidade em 2009. Dedicada ao mundo da saúde e da farmácia há mais de 15 anos. De reunião em reunião, na Atida eu escrevo este blog sobre temas que considero interessantes para a saúde e cuidado pessoal.

0 comentários

Deixa o teu comentário

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *