Eliminar a gordura localizada: tudo o que precisa de saber

,
eliminar gordura localizada

Eliminar a gordura localizada é algo que faz parte dos objetivos de um grande número de pessoas. Mas o que essas pessoas por vezes desconhecem é que para alcançar um bom resultado não basta utilizar determinados produtos ou realizar alguns tratamentos; também é preciso ter um estilo de vida saudável.

Hoje contamos-lhe tudo o que precisa de saber sobre o tema. Tome nota para não perder nenhum detalhe!

O que é a gordura localizada?

A gordura localizada é aquela que se acumula de forma excessiva em determinadas partes do corpo. A sua função é armazenar energia e agir como uma espécie de isolamento contra o frio. Além disso, também é responsável por proteger vários órgãos. 

Esta gordura acumula-se nos adipócitos, que são células localizadas sob o tecido subcutâneo, quando o consumo de energia através da alimentação é excessivo. Por outro lado, estas células são também responsáveis por mobilizar a gordura para a converter em energia quando o corpo necessita.

Se quer evitar a sua acumulação, tem de encontrar o equilíbrio apropriado entre o que come e a sua atividade física. Contudo, outros fatores, como a genética, o descanso, a idade, os hábitos e as hormonas são também importantes para determinar a acumulação de gordura.

Em que partes do corpo é mais comum encontrá-la?

Embora a gordura se acumule tanto em homens como em mulheres, não se localiza nas mesmas zonas. Geralmente nos homens acumula-se na zona superior e nas mulheres na zona inferior.

Quais são as zonas típicas onde pode encontrar acumulação de gordura?

Abdómen

Esta zona do corpo é a zona que mais acumula gordura no sexo masculino, em comparação com o sexo feminino. Tenha em conta que é muito importante controlá-la, pois pode ser perigosa para a saúde.

Desta forma, eliminar a gordura localizada no abdómen é algo necessário, e não só a nível estético.

Ancas

A acumulação de gordura nos populares flancos é habitual nas mulheres e deve-se a razões hormonais e genéticas. Embora não goze de muito boa reputação, a verdade é que alguns estudos mostram que produz substâncias que podem ser úteis na prevenção de doenças metabólicas ou cardíacas.

Mas, como tudo, a virtude está sempre no meio-termo. Por isso, a vontade de eliminar a gordura nesta zona não deve tornar-se uma obsessão.

Pernas e coxas

Outras zonas de acumulação de gordura mais frequentes nas mulheres do que nos homens são as pernas e as coxas. Além disso, é aqui que se desenvolve a temida celulite.

E, no que diz respeito à parte inferior do corpo, não podemos esquecer-nos dos glúteos. As mulheres tendem a acumular mais gordura aqui do que os homens devido a um problema hormonal causado pelo estrogénio.

Braços

Tudo o que foi dito anteriormente corresponde às zonas que mais gordura acumulam, embora não sejam as únicas. Os braços também acumulam. Os anglo-saxões chamam-lhe bingo wings e o seu surgimento corresponde a baixos níveis de testosterona nas mulheres, embora esta hormona seja tipicamente masculina.

É possível eliminá-la?

Agora é aquele momento em que espera que lhe digamos como perder a gordura localizada, mas a verdade é que não é assim tão simples. Para o fazer, muitas pessoas concentram os seus esforços físicos na zona da qual se querem livrar, embora a verdade seja que o organismo utiliza gordura intramuscular, que é a primeira a ser queimada. Desta forma, isto não vai influenciar nem a sua aparência física nem o seu nível de saúde, uma vez que a gordura subcutânea específica de uma zona não será oxidada.

Por exemplo, se pretende eliminar a sua gordura localizada nos braços, não adianta fazer exercícios de pesos e esquecer as outras zonas do corpo. 

De facto, a NSCA (National Strength and Conditioning Association) tem vários estudos que o comprovam. Em 2013, o estudo desenvolvido por Ramirez-Campillo juntamente com outros autores indicou que, após 12 semanas de treino apenas com a perna dominante, a massa gorda dos braços e tronco é reduzida. Em contrapartida, não são produzidas alterações significativas no que diz respeito à massa magra ou à massa gorda das pernas.

A razão destes resultados é que o corpo não é um conjunto de departamentos estanques, mas uma unidade funcional que funciona como um todo. Por isso, ao fazer exercício físico, o consumo calórico é aplicado a todo o corpo. Como consequência, a sua preocupação deve ser manter hábitos saudáveis e não acumular gordura numa zona específica. 

Como eliminar a gordura localizada?

Agora já sabe que deve esquecer o mito de exercitar apenas a zona que o preocupa, a fim de eliminar mais rapidamente a acumulação de gordura. O ideal é seguir uma rotina de treino adequada às suas características físicas e uma dieta saudável. Além destes dois conselhos, há um terceiro conselho, que pode ser um excelente auxiliar: os tratamentos estéticos.

Tratamentos sem cirurgia

É possível acabar com a gordura localizada sem cirurgia, e um dos tratamentos habituais é a mesoterapia virtual, mas não é o único. Além disso, são frequentemente combinados para obter melhores resultados.

  • Injeções queima-gorduras. São utilizadas para remover a flacidez ou celulite, mas é necessário acompanhar o tratamento com exercício físico e dieta. Um dos mais habituais é a intralipoterapia.
  • Criolipólise. No momento de a fazer, deve utilizar uma proteção para que o frio, que vai atuar sobre os adipócitos, não afete a pele. Este tratamento é denominado coolsculpting.
  • Laser lipolítico. Nesta técnica, é utilizado um laser de diodo de baixa potência. A energia transmitida dissolve a gordura acumulada nos adipócitos.
  • Radiofrequência corporal. Esta técnica de remodelação da estética corporal atua sobre o tecido gordo subcutâneo e é utilizada para refirmar a pele. Funciona através de ondas eletromagnéticas que proporcionam calor.
  • Pressoterapia. Esta é uma das técnicas menos invasivas porque realiza uma massagem que favorece a drenagem linfática, a eliminação de toxinas, a destruição da gordura localizada e a refirmação.

Em que consistem as injeções de eliminação da gordura localizada?

A intralipoterapia é um tratamento de medicina estética que consiste em injetar ácido desoxicólico nas zonas com maior acumulação de gordura para a sua eliminação. Esta substância é 100% biocompatível e é uma solução aquosa de base gelatinosa. Liquefaz o tecido adiposo e converte a gordura numa substância mais líquida. Desta forma, o sistema linfático pode eliminá-la com maior facilidade.

Para conseguir bons resultados, é necessário realizar cerca de três sessões com um intervalo de três semanas entre cada uma. É um tratamento que não requer anestesia e que, regra geral, não causa desconforto após as injeções.

Recomendações para manter uma dieta e um estilo de vida saudáveis

Agora que chegou até aqui, já sabe que não há uma dieta concreta para perder gordura de forma localizada. Por isso, na Atida | Mifarma, recomendamos-lhe que ignore as mensagens publicitárias enganosas.

Como especialistas em nutrição, recomendamos-lhe que mantenha um bom equilíbrio energético. Para isso, esteja ciente de que deve ingerir menos calorias do que as que o seu corpo necessita diariamente. Mas não pode fazê-lo sem ter em conta a quantidade de nutrientes que ingere, uma vez que é algo que também deve controlar.

A Fundação Espanhola de Nutrição recomenda não saltar o pequeno-almoço, consumir alimentos ricos em fibra, fazer um jantar leve e manter uma boa hidratação. Desta forma, deve controlar a quantidade e qualidade de proteínas que consome para permitir que o corpo utilize a massa gorda para queimar energia. 

Recomenda-se evitar hábitos tóxicos como o consumo de tabaco ou álcool (este último está relacionado com o aumento de massa gorda). Mas também deve cuidar de um pilar fundamental para o seu bem-estar: o descanso. Durma entre 7 e 8 horas por dia; desta forma, o seu corpo será reparado todas as noites e a dieta será mais eficaz.

Por outro lado, deve fazer exercício físico com regularidade e ter um estilo de vida ativo. Não se esqueça de incluir nas suas rotinas exercícios cardiovasculares. Este tipo de exercícios aumenta o consumo calórico. 

Além disso, os treinos de resistência também são muito importantes, pois aumentam a massa magra. E, como é óbvio, não se pode esquecer de praticar e introduzir na sua rotina exercícios de musculação.

Se quer eliminar a gordura, deve queimar mais calorias do que as que consome diariamente. E os seus esforços devem ser direcionados para o aumento do consumo calórico. Os exercícios multiarticulares representam um maior benefício para o seu objetivo do que os monoarticulares.

O que é que isto significa? O que queremos dizer é que é melhor realizar exercícios como os agachamentos, as passadas largas com halteres ou as elevações com lastro do que outros isolados, como o alongamento de tríceps com polia ou o alongamento de pernas. Desta forma, trabalhará os diferentes grupos musculares e será mais difícil lesionar-se.

Finalmente, na Atida | Mifarma, recomendamos-lhe que, mais do que preocupar-se em eliminar a gordura localizada, se concentre em ter uma dieta saudável e equilibrada. Além disso, pode acompanhá-la com alguns produtos cosméticos que o ajudem a alcançar os seus objetivos como, por exemplo, este óleo de bétula para combater a celulite.

Reme Navarro Escrivá

Farmacêutica e Nutricionista. Licenciada em Farmácia na Universidade de Valencia no ano 2007, Licenciada em Nutrição na mesma universidade em 2009. Dedicada ao mundo da saúde e da farmácia há mais de 15 anos. De reunião em reunião, na Atida eu escrevo este blog sobre temas que considero interessantes para a saúde e cuidado pessoal.

0 comentários

Deixa o teu comentário

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *