Tudo o que a Niacinamida faz pela sua pele no outono

,
Niacinamida

No outono, a vitamina B3 ou niacinamida é um dos nutrientes que não podem faltar à sua pele. Porquê? Este ingrediente reforça a barreira protetora do corpo melhor do que qualquer outro, tornando-o o aliado perfeito tanto no outono como mais tarde no Inverno.

Como é que a niacinamida funciona no outono? Como é que ajuda a pele a recuperar e a preparar-se para esta estação?

Pode nunca ter ouvido falar deste ingrediente, ou pode até usar um cosmético que o inclua e nem sequer sabe. Como já falámos, anteriormente, sobre o que é a niacinamida, neste artigo vamos concentrar-nos nas suas qualidades.

Esta molécula é solúvel em água, o que permite a sua adição como ingrediente em cremes que são muito agradáveis ao toque. Também pode ser incluído na formulação de séruns aquosos. 

Um dos benefícios mais importantes deste ingrediente é que tem uma elevada capacidade de penetrar na pele a um pH neutro. E não causa qualquer irritação como acontece, por exemplo, com a vitamina C. Neste caso, é necessário um pH ácido para aceder ao interior da pele.

Em suma, a niacinamida é um ingrediente ativo muito bem tolerado pela pele, é muito económico e estável. Tem também uma série de outros benefícios. Tome nota!

1. Anti-manchas

Hoje em dia, provou ser um grande aliado no combate à opacidade da pele. Isto é muito importante no outono, após a exposição solar de verão. Além disso, está demonstrado que o mecanismo pelo qual reduz a pigmentação da pele é diferente do da vitamina C. 

A vitamina C inibe a tirosinase e, assim, previne a síntese de melanina. Em contraste, a niacinamida suprime a transferência de melanossomas ou pigmentos de melanócitos para queratinócitos ou células epidérmicas. Para tratar o melasma, parece ser tão eficaz como a hidroquinona. Também tem menos efeitos secundários.

2. Anti-acne

O acne não se caracteriza apenas pelo aumento da produção de sebo, mas está também associada à inflamação e ao crescimento bacteriano. A ação da niacinamida para quem sofre de acne é muito importante. As suas propriedades fazem com que um soro como o Sérum B3 Niacinamida Multifuncional de Skinfy seja eficaz numa variedade de situações:

  • Combater a vermelhidão e as marcas de acne.
  • Suavizar a pele.
  • Equilibrar a produção de sebo.

Por outro lado, foram realizados estudos para comparar 2% de gel de clindamicina com 5% de gel de nicotinamida tópica, que mostram que o benefício da niacinamida é semelhante ao da clindamicina, que é um antibiótico comum utilizado para tratar o acne. O principal benefício desta vitamina é que, por não ser um antibiótico, impede que se desenvolva resistência bacteriana.

3. Antioxidante

Ao utilizar este princípio ativo nos cosméticos, ajuda a proteger as suas células contra o stress oxidativo. Isto é muito importante para a pele que está exposta a diferentes fatores numa base diária:

  • Radiação ultravioleta.
  • Poluição ambiental.
  • Tabaco.

Também repara os danos no ADN celular causados pela exposição ao sol. Este dano é causado em parte pela produção de moléculas instáveis conhecidas como radicais livres. 

A Niacinamida funciona protegendo e prevenindo o esgotamento dos níveis de NAD e ATP (energia). Sem ela, os seus níveis diminuiriam sob a ação da radiação ultravioleta do sol. O ingrediente ativo tem, portanto, a capacidade de manter a energia necessária para as enzimas envolvidas na reparação celular e material genético.

4. Combate o envelhecimento

Embora combata ou previna o envelhecimento da pele, este ingrediente ativo não é um ingrediente anti-envelhecimento por si só. Em termos de eficácia, pode ficar atrás de outros como, por exemplo, o ácido hialurónico, retinóides, ácido alfa-lipóico ou o DMAE.

No entanto, a potência da niacinamida como apoio adicional não deve ser subestimada, uma vez que contribui para a geração de colágeno. Isto, por outro lado, não é imediato. Verificam-se melhorias significativas após aproximadamente 10 semanas de tratamento.

Onde é que notará a diferença? Para além de uma redução na pigmentação, linhas de expressão e algumas rugas, notará que a sua pele está mais hidratada e elástica.

Se quiser maximizar o seu efeito, pode acompanhá-lo com outros ingredientes ativos que também geram colagénio e elastina.

5. Fortalece a barreira cutânea e o sistema imunitário

A niacinamida aumenta a produção de colágeno na pele humana e em culturas de fibroblastos, bem como de ceramidas (óleos), esfingolipídios e ácidos gordos livres. 

Todos os elementos acima referidos formam a matriz da epiderme e contribuem para a restauração da barreira cutânea. Finalmente, pode também estimular a proliferação de queratinócitos. Estas são células essenciais para manter tanto a função como a estrutura da epiderme como uma barreira.

Além disso, também podemos falar de outro dos múltiplos benefícios deste ativo. Evita os efeitos negativos da radiação solar sobre o sistema imunitário. Ou seja, não o protege dos danos causados pela luz UV da mesma forma que os fatores de proteção solar. Mas, aumenta o processo de reparação e, ao mesmo tempo, mantém o seu sistema imunitário em forma.

4 dicas para a utilização da niacinamida

Este é um produto que, se corretamente formulado, não tem efeitos secundários na pele. É uma substância segura e é perfeitamente controlada a determinadas concentrações. No entanto, se a formulação for inadequada ou contiver vestígios de ácido nicotínico, pode criar irritação. Neste caso, se usado em doses elevadas, pode causar comichão e vermelhidão.

Isto iria transformá-la numa substância oposta, ou seja, de um calmante a um irritante. O importante é utilizar uma versão purificada e trabalhar com um pH neutro.

Em certas situações, pode ser alcançada uma concentração de 10 %. Em tais casos, é aconselhável tomar certas medidas antes da sua utilização.

  • Teste-o antes de o utilizar pela primeira vez. Isto chama-se o teste de emplastro e implica não o aplicar diretamente no rosto. Faça-o na parte interior do pulso ou no pescoço. Desta forma, pode verificar se é alérgica ou se a irrita demasiado.
  • Aplique no início apenas algumas vezes por semana para ver como a pele reage. À medida que os dias forem passando, terá adaptado e poderá aumentar a frequência de utilização.
  • Pode reduzir a concentração do princípio ativo a ser utilizado se, em vez de usar um soro, o diluir diretamente com um hidratante.
  • Pode ser usado em todos os tipos de pele.

Niacinamida, retinol e vitamina C

Para além dos conselhos acima, existem outras dicas que não queremos que perca.

Vantagens da niacinamida sobre o retinol e a vitamina C

Uma das rotinas anti-envelhecimento frequentemente recomendada por dermatologistas para pacientes com mais de 30 anos de idade é a combinação de vitamina C pura e retinóides. A forma correta de os utilizar é com vitamina C durante o dia, aplicando, por exemplo, o sérum antioxidante Pure Vitamin C10 de La Roche Posay, e retinóides para complementar a rotina antes de ir para a cama.

Ambos os ingredientes foram testados em estudos independentes em numerosas ocasiões, pelo que a sua eficácia anti-envelhecimento está mais do que comprovada. Contudo, o seu maior inconveniente é que são ingredientes instáveis e muito caros. Portanto, se não forem formulados corretamente, podem ser irritantes para a pele. 

No outro extremo do espectro está a niacinamida. As suas vantagens são:

  • É muito estável, penetra muito bem na pele, não é muito irritante e tem uma eficácia comprovada.
  • Ao utilizar mecanismos de ação antienvelhecimento que não a vitamina C e os retinóides, proporciona benefícios adicionais.

Pode-se misturar retinol e niacinamida?

Ambos os ingredientes podem ser misturados sem receio, porque ambos são solúveis em formulações que têm um pH semelhante. Como o pode fazer? De duas maneiras:

  • Use cosméticos na sua rotina facial noturna que contenham niacinamida e retinol.
  • Em alternativa, pode aplicar um sérum com niacinamida e, uma vez completamente absorvido, outro com retinol. Antes de o fazer, deve certificar-se de que a sua pele responde bem a estes produtos separadamente. Nunca os misture antes de estar 100% segura do resultado.

Pode-se misturar vitamina C e niacinamida?

Há diferenças de opinião sobre esta questão. Se a vitamina C for estabilizada, não há problema em misturá-las, caso contrário não é recomendado. Em caso de dúvida, a nossa recomendação é de não o fazer. Porquê?

Muito simplesmente, a vitamina C pura é normalmente dissolvida em soluções com um pH ácido, e esta acidez pode transformar a niacinamida. O resultado seria niacina, uma substância que causa vasodilatação e avermelhamento da pele.

Portanto, se optar por um produto com vitamina C modificada (ascorbil palmitato, ascorbil fosfato de sódio ou ascorbil glucósido), poderá misturá-los sem qualquer problema. A formulação da vitamina C é geralmente desconhecida. A solução que propomos é utilizar vitamina C de manhã e niacinamida à noite.

Na Atida Mifarma encorajamo-la a incluir a niacinamida na sua rotina de beleza de outono. Se tiver alguma dúvida, pode escrever-nos nos comentários.

Reme Navarro Escrivá

Farmacêutica e Nutricionista. Licenciada em Farmácia na Universidade de Valencia no ano 2007, Licenciada em Nutrição na mesma universidade em 2009. Dedicada ao mundo da saúde e da farmácia há mais de 15 anos. De reunião em reunião, na Atida eu escrevo este blog sobre temas que considero interessantes para a saúde e cuidado pessoal.

0 comentários

Deixa o teu comentário

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *