Diga adeus às pontas espigadas sem ter de as cortar

,
Pontas espigadas

Um dos maiores inimigos do seu cabelo quando decide crescer são as pontas espigadas. Quando aparecem, o cabelo pode quebrar em duas ou três partes. Consequentemente, a aparência muda e fica mais encrespado, débil e quebradiço.

Quer isto dizer que chegou a altura de cortar o cabelo? O certo é que pode ter uma cabelo são e forte sem ter de o cortar. Existem alguns truques que pode fazer para evitar as pontas espigadas e não ter de utilizar a tesoura. Vamos contar-lhe como!

Causas das pontas espigadas no cabelo

As pontas são a parte mais antiga do seu couro cabeludo. O motivo principal por que espigam é o desgaste da camada protetora dos fios do cabelo, isto é, a falta de queratina. Porque desaparece essa camada? Entre os responsáveis por esta situação, podemos assinalar:

  • A ação de certos produtos químicos que podemos encontrar nas lacas, condicionadores e champôs. 
  • Uma alimentação deficiente. 
  • O uso de placas ou secadores. 
  • Viver em lugares com climas extremos, ou seja, sítios muito quentes, muito frios ou com muita humidade. 
  • Alterações hormonais. 
  • Falta de hidratação. 
  • Alguns tratamentos, como tintas, descolorações e permanentes. 
  • O roçar com a roupa ou com a almofada de dormir.

Como vê, o cabelo quando espiga está a reagir a certas situações e a uma mesma origem, a perda de queratina. O que se traduz num problema de saúde capilar. Claro que perante este problema a solução mais rápida é a menos popular; cortar o cabelo. 

Mesmo assim, na Atida MiFarma podemos oferecer-lhe um truque infalível. Se a origem dos seus problemas se dever à passagem da escova quando se penteia ou porque utiliza placas e secadores, utilize um spray reparador termoprotetor. Deste modo, protegerá o seu cabelo do calor emitido por estes aparelhos elétricos e evitará a desidratação das pontas.

É possível reparar as pontas espigadas?


A verdade é que não existe a possibilidade de as reparar. Pode eliminar essas partes cortando o cabelo periodicamente e favorecendo o crescimento forte e são do novo cabelo.

Apesar disso, é possível evitar que as pontas abram.

Como se podem evitar as pontas espigadas?


Se não cuidar do seu couro cabeludo corretamente, é possível que tenha que lidar com este problema em certas ocasiões. Por isso, oferecemos-lhe uma série de recomendações para poder evitar que as pontas fiquem espigadas. Tome nota!

Evite aplicar químicos com frequência

A maioria das tintas contêm químicos e, se os utilizar indiscriminadamente, estará a danificar o seu cabelo. 

Quer isto dizer que é melhor não abusar das tintas para mudar a cor do seu cabelo regularmente ou, se o fizer, deve optar por opções menos agressivas. Neste ponto, o melhor é recorrer a tintas vegetais ou naturais.

Do mesmo modo, tenha cautela com outros tratamentos que lhe possam danificar e ressecar o cabelo, como descolorações, permanentes ou alisados.

Evite as altas temperaturas

Os aparelhos de calor, como ferros de frisar, as placas ou os secadores utilizados com muita frequência acabam por danificar o couro cabeludo. Como consequência, é melhor utilizar produtos que o protejam deste tipo de temperaturas e minimizar o impacto.

Se o caso for usar as placas para o cabelo, evite incidir nas pontas.

Prefira um penteado adequado

Penteie-se de maneira suave quando estiver seco, porque quando está molhado tem mais tendência a partir. 

Para fazê-lo com muita suavidade precisa de uma escova que massaje o couro cabeludo para o desembaraçar com a máxima suavidade. É o caso da escova natural detangling: é ergonómica e feita de materiais naturais.  

Corte-o com frequência


É a maneira mais rápida de acabar com o problema das pontas espigadas. Faça-o com profissionais que saibam dar ao seu cabelo o tratamento de que necessita para ter a cabeleira sã e tão comprida como desejar.

Alimentação saudável


Se se alimenta bem, o seu aspeto exterior será um fiel reflexo disso mesmo. Assim, uma alimentação equilibrada e saudável permitir-lhe-á mostrar um cabelo são.

Se, pelo contrário, não se alimenta bem, deixará de receber os nutrientes e minerais de que necessita para estar forte e são.

Além disso, tem de prestar atenção à hidratação. Por um lado, tem de beber a quantidade de água recomendada para as suas características físicas. Por outro, pode aplicar uma máscara natural que hidrate ao seu cabelo de forma profunda uma vez por semana.

O que devem incluir os produtos para reparar o cabelo?

Para recuperar o seu cabelo seco e danificado o segredo é apostar em extratos de ingredientes naturais. Muitos dos produtos que pode comprar são feitos com ftalatos, parafinas, silicones, parabenos, PEG ou SLS. Deve evitá-los.

Se o que pretende é reparar o seu cabelo, a sua primeira ação é prestar muita atenção na composição dos cosméticos que vai utilizar. Dito isto, a sua busca deve basear-se em produtos que não contenham os ingredientes anteriores e que sejam 100% naturais. Só assim cuidará do seu couro cabeludo e conseguirá realçar a sua beleza.

Quais são alguns dos ingredientes que podem incluir os seus produtos reparadores?

Tem um grande leque de ingredientes naturais que vão reparar o seu cabelo e preservar a sua suavidade e hidratação. Mostramos-lhe aqui alguns dos imprescindíveis:

  • Óleo de rícino e mostarda. As suas propriedades regeneradoras e hidratantes ajudam a reparar os fios do couro cabeludo danificados. Com estes ingredientes consegue selar as pontas e hidratá-las quando estiverem quebradiças e secas. 
  • Azeite. É rico em vitamina E e ácidos gordos. Perfeito como reparador, nutritivo e suavizante. Contribui para fortalecer o cabelo e evitar o seu encrespamento. 
  • Óleo de argão e abacate. São dois produtos cuja combinação é revitalizadora e hidratante. Perfeitos para selar as pontas quebradiças e dar ao seu cabelo um aspeto saudável e brilhante. 
  • Óleo de coco e papaia. Mais uma vez, estamos perante dois produtos que combinam os ácidos gordos do primeiro com os antioxidantes e enzimas do segundo. O resultado é um produto que deixará o seu cabelo brilhante, suave e muito hidratado. 
  • Mel. É um produto muito recomendável porque hidrata em profundidade, nutre, dá brilho e, acima de tudo, favorece a proteção de queratina. 
  • Romã e mirtilos. Estas duas frutas são também dois ingredientes com elevado poder de reparação para o cabelo. São, além disso, protetores contra os agentes externos e cuidam da coloração do seu cabelo ao mesmo tempo que o mantêm hidratado.

Opiniões e recomendações de especialistas

Necessita de se livrar das pontas espigadas e ainda não quer ir ao cabeleireiro? Então continue a ler porque vamos mostrar-lhe as recomendações de alguns especialistas.

George Northwood, cabeleireiro de celebridades, diz que no seu salão o que é vulgar encontrar são cabelos com pontas espigadas devido às placas de alisamento. Perante esta situação, recomenda utilizar produtos que protejam o cabelo do calor.

Também recomenda selá-las com cremes, sérums ou óleos. Estes produtos atuam como uma espécie de cola e permitem-lhe mostrar um cabelo com um aspeto mais hidratado e com as pontas mais suavizadas. Não obstante, este efeito é superficial porque quando lavar o cabelo voltará a ter as pontas espigadas.

Para não o castigar mais, Northwood diz que, se quiser alisá-lo, o trate antes com um óleo. Inverter a ordem dos passos fará com que o couro cabeludo frite como numa sertã.

A Dra Alba Gómez Zubiaur é a responsável pela Unidade de Medicina e Regeneração Capilar do Instituto Médico Ricart de Ruber Internacional, sediada no Paseo de la Habana, em Madrid. Na sua qualidade de especialista, diz-nos que a melhor solução é um bom corte se pretendermos melhorar o aspeto do cabelo.

Soluções para as pontas espigadas

A Dra. coincide com Northwood no problema do uso excessivo de secadores e placas alisadoras ou de certos químicos habitualmente aplicados na descoloração. Contudo, opina também sobre outros fatores internos.

O seu cabelo nutre-se dos óleos essenciais produzidos pelas glândulas sebáceas. Mas a hidratação natural é complementada pelo uso de produtos específicos para o cabelo quando não é suficiente. Isto acontece, por exemplo, quando o cabelo é muito comprido. Nestes casos, as máscaras, óleos e acondicionadores são uma ajuda fundamental.

Recomenda, por isso, que utilize champôs adequados ao seu tipo de cabelo, que o hidrate e o proteja com produtos solares específicos.

Por sua parte, o estilista Álex Sestelo fala-nos de que as pontas espigadas são a consequência de uma agressão. Por isso, para as reduzir, deve minimizar o dano sobre o couro cabeludo. Caso contrário, o cabelo terá um aspeto pouco saudável, opaco e desgastado. Antes de ir cortá-lo, pode utilizar vários produtos naturais para o reparar quando estiver deteriorado e seco. Mas deve ter em conta que, por vezes, a melhor solução é cortar.

O facto é que existem soluções para prevenir as pontas espigadas e evitar assim ter de cortar o seu cabelo com maior frequência. Não hesite em pôr em prática qualquer uma destas recomendações. Irá notar a diferença!

Reme Navarro Escrivá

Farmacêutica e Nutricionista. Licenciada em Farmácia na Universidade de Valencia no ano 2007, Licenciada em Nutrição na mesma universidade em 2009. Dedicada ao mundo da saúde e da farmácia há mais de 15 anos. De reunião em reunião, na Atida eu escrevo este blog sobre temas que considero interessantes para a saúde e cuidado pessoal.

0 comentários

Deixa o teu comentário

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *