Qual é o chocolate mais saudável para a sua saúde

,
Qual é o chocolate mais saudável para a sua saúde

O chocolate é um alimento que gostamos muito. É apetitoso e guloso, e até mesmo capaz de animar o nosso estado de espírito por vezes. Sem dúvida, o chocolate é um dos pequenos prazeres da vida. Agora, sabe como tornar o consumo de chocolate mais saudável?
Temos tendência a pensar que comer chocolate é mau para a nossa saúde. Isto deve-se ao teor de açúcar dos produtos de chocolate. Este artigo tem como objetivo quebrar os estereótipos negativos a esse respeito. Vamos mostrar-lhe as quantidades certas para ingestão diária, os tipos de chocolate mais saudáveis e as diferentes formas de consumir este alimento.

Os tipos de chocolate mais saudáveis


O cacau é o elemento básico do chocolate e tem muitas propriedades benéficas para o nosso organismo. A integridade do cacau é essencial para se tirar o máximo proveito dos seus benefícios.

Existem diferentes tipos de chocolate, alguns com melhores propriedades do que outros. Isto depende da sua composição, principalmente da quantidade de cacau e açúcar que contêm.

O chocolate mais saudável é o chocolate preto, também conhecido como chocolate amargo. As tabletes de chocolate preto que contêm mais de 85% de cacau têm grandes benefícios para o organismo. As propriedades antioxidantes deste alimento ajudam a reduzir o stress e o risco de doenças crónicas.

De facto, o chocolate amargo melhora a saúde cardiovascular. Ajuda a restaurar a flexibilidade das artérias e evita que os leucócitos adiram às paredes dos vasos sanguíneos. É por isso que, neste artigo, a Fundação Espanhola do Coração (FEC) recomenda o seu consumo com moderação e no contexto de uma dieta equilibrada.

Outros tipos de chocolate, dependendo das suas propriedades, terão mais benefícios do que outros. Alguns destes são:

  • Chocolate amargo, sem açúcar: É adequado para quem é intolerante à lactose. As tabletes de chocolate amargo sem açúcar são compostas unicamente de cacau, o que as torna altamente recomendadas.
  • Chocolate cultivado organicamente: Chocolate cultivado sem o uso de químicos e pesticidas. A técnica de produção deste chocolate é a mais adequada para a obtenção deste produto, pois a agricultura biológica é uma das melhores formas de obter o chocolate mais saudável.
  • Chocolate de leite: Pode ser doce ou amargo, dependendo da quantidade de açúcar utilizada para o produzir. Conserva certas propriedades do chocolate preto, mas estas podem ser reduzidas pela adição de produtos lácteos ou açúcares. 
  • Chocolate branco: Não é realmente chocolate, uma vez que a manteiga de cacau a partir da qual é feita não contém os sólidos de cacau. A manteiga de cacau utilizada na sua produção é saudável porque é uma gordura neutra (em 36 %) e, portanto, não aumenta os níveis de colesterol.
  • Chocolate com resíduos de amendoim e café: É frequentemente combinado com chocolate de leite para proporcionar mais benefícios para a saúde. As cascas de amendoim são antioxidantes, pelo que ajudam a melhorar a inflamação. Tal como os resíduos de amendoim, as borras de café também contêm compostos fenólicos que reduzem a sensação amarga do chocolate e o tornam mais doce, sem afetar a sua qualidade.
  • Chocolate preto orgânico: Estes são normalmente os chocolates mais especializados. A sua preparação natural torna-os altamente valorizados. São feitos usando apenas um tipo de grão de cacau e provêm de uma única plantação.

 

Quantidade de cacau em diferentes tipos de chocolate

 

A quantidade mínima percentual de cacau a ser mantida deve ser de 35 %. Dentro destes cânones, existem vários tipos de chocolate que têm uma maior proporção de cacau do que outros. 

Por exemplo, o chocolate branco é feito com 20% de manteiga de cacau, açúcar e leite em pó e não inclui sementes de cacau ou amêndoas de cacau para lhe dar um sabor mais doce. Devido ao processamento particular do chocolate branco e de acordo com as normas internacionais da FAO para o chocolate e produtos de chocolate, não é tecnicamente considerado como chocolate. 

No extremo oposto à ausência de grãos de cacau, que caracteriza o chocolate branco, encontra-se o já mencionado chocolate preto, que contém uma proporção de mais de 50% de cacau extraído diretamente dos grãos. 

É importante considerar os rótulos na marca particular de chocolate, uma vez que o chocolate preto tem percentagens muito variáveis de cacau. Só porque é definido como puro ou preto, não significa que as proporções de cacau e açúcar sejam as mais recomendadas. Por conseguinte, é sempre importante interpretar corretamente a rotulagem do produto selecionado, concentrando-se na informação sobre a sua composição e valor nutricional. Quanto mais açúcar ou gordura no chocolate, menos saudável ele é. 

Qual a quantidade de chocolate é aconselhável consumir


É importante limitar a ingestão de chocolate, uma vez que pode ser muito viciante. Não devemos cair em hábitos de consumo excessivo, devido à elevada densidade energética que contém. Neste artigo de El Español sobre a quantidade máxima diária de chocolate, Blanca García-Orea, nutricionista e dietista da Clínicas Segura, relata que no caso do chocolate preto com uma percentagem mínima de 85% de cacau, pode ter entre 1 e 2 onças, ou seja, 10-15 gramas. Onças é uma unidade de medida que geralmente corresponde ao número de quadrados em que uma tablete de chocolate é dividida.

Podemos confirmar que se pode comer chocolate diariamente, com um consumo equilibrado, sem prejudicar a nossa dieta.

Diferentes formas de comer chocolate de uma forma saudável


O chocolate pode ser consumido sozinho ou como complemento de outros alimentos para desfrutar do seu sabor agradável e dos seus benefícios para a saúde. Aqui estão algumas formas deliciosas de comer chocolate:

Batido baixos em caloria


Com leite desnatado e cacau em pó não adoçado, obtém-se um batido de chocolate light. Pode complementar o seu batido com uma bebida de amêndoa, que combina bem com o sabor do chocolate.

Chocolate e morangos


Para uma sobremesa maravilhosa, podemos combinar onças de chocolate com uma espetada de morango. É importante que o chocolate seja feito com 70% de manteiga de cacau. Será uma refeição muito especial.

Suplementos alimentares

 

São uma forma simples de obter uma nutrição extra. E, se gostar de chocolate, tem muitas opções com este sabor. Alguns exemplos incluem:

  • Meritene Fuerza e Vitalidad Chocolate: É feito de proteínas do leite, combinadas com vitaminas e minerais para ajudar a reduzir o cansaço e a fadiga. Apresenta-se em embalagens práticas que pode utilizar para preparar uma bebida quente ou fria.
  • Chocolate Pediasure: Completo, equilibrado e destinado a crianças que não comem muito bem. Para além do seu rico sabor a chocolate, é enriquecido com vitaminas e minerais, incluindo ferro, cálcio e vitamina D.

 

Chocolate quente


A fim de obter um chocolate de baixas calorias e de o poder beber numa boa chávena quente, precisamos de incluir leite desnatado e chocolate não adoçado na preparação. Pode combinar este saboroso chocolate líquido com alguns palitos integrais.

Papas de aveia com chocolate


Se quiser manter um bom nível de energia ao longo do dia, comer papas de aveia com uma colher de cacau não adoçado é uma boa forma de o fazer. Isto irá ajudá-la a evitar possíveis doenças cardiovasculares, uma vez que melhora a circulação sanguínea no corpo. Outra opção que recomendamos é o Siken Porridge Chocolate-Toffee: completo, delicioso e rápido de preparar.

Brownies mais macios e leves 


Têm normalmente elevado teor de calorias, mas podemos reduzir estes níveis fazendo-os com cacau puro, farinha e açúcar integral. Em vez de usarmos a manteiga habitual para fazer a massa de brownie, podemos usar ameixas secas.

Chocolate preto raspado em iogurte


Para adicionar ainda mais cálcio ao nosso habitual iogurte desnatado pela manhã, podemos adicionar algumas raspas de chocolate preto. Desta forma, estaremos a cuidar bem dos nossos ossos.

Bolo de chocolate baixo em calorias


É possível fazer um bolo de chocolate preto puro e assim manter as calorias corretas para um consumo benéfico. Utilizar simplesmente farinha integral, stevia (como substituto do açúcar) e chocolate contendo 70 % de cacau.

Lanches


Existe uma vasta gama de snacks de chocolate, tentadores e prontos para satisfazer o seu apetite em qualquer altura. Recomendamos-lhe:

  • BiManán BeSlim Barritas de Chocolate Fondant: Estas deliciosas tabletes de chocolate são ricas em proteínas e fibras, com uma ingestão equilibrada. Não contêm óleo de palma.
  • Biscoitos de Cacau sem Glúten Digestivo Santiveri Noglut: São apetitosos biscoitos com muita fibra. São isentos de glúten, ovos e óleo de palma.


Agora que conhece as propriedades que fazem do cacau um alimento muito benéfico para a sua saúde e como escolher o chocolate mais saudável, não hesite em comê-lo regularmente. Lembre-se de verificar a rotulagem de cada produto para saber como foi elaborado e produzido. É de extrema importância conhecer as características e particularidades dos alimentos que comemos e é importante estarmos cada vez mais atentos a isto.

Reme Navarro Escrivá

Farmacêutica e Nutricionista. Licenciada em Farmácia na Universidade de Valencia no ano 2007, Licenciada em Nutrição na mesma universidade em 2009. Dedicada ao mundo da saúde e da farmácia há mais de 15 anos. De reunião em reunião, na Atida eu escrevo este blog sobre temas que considero interessantes para a saúde e cuidado pessoal.

0 comentários

Deixa o teu comentário

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *