A faringite e asma agravam-se na Primavera

,

A Primavera é a época em que a asma e a faringite aguda são mais comuns. Mesmo assim, não tem de se preocupar, porque estas doenças têm uma solução. Quer saber como?

Tem dores de garganta frequentemente? Por vezes sofremos com isso e não sabemos com o que o relacionar. É precisamente por isso que é importante saber que a inflamação da faringe é uma das suas causas mais frequentes. A origem desta inflamação é geralmente o refluxo gastroesofágico, infeções virais ou bacterianas e alergias. Além disso, se isso lhe acontecer durante o Inverno e a Primavera, também pode ser devido ao facto de as mudanças de temperatura reduzirem as suas defesas. 

Por outro lado, a asma tem geralmente uma origem alérgica e, como consequência, a Primavera é uma das estações mais complicadas para quem tem asma. Quer saber como enfrentar a Primavera nestes casos?

O que é a asma primaveril?

A alergia primaveril tem vários sintomas, entre os quais podemos diferenciar:

  • Prurido.
  • Lacrimejo.
  • Inchaço dos lábios e dos olhos.
  • Rinite, que cerca de 80% dos asmáticos apresentam na Primavera.

Todos estes sintomas são incómodos e, num terço das pessoas com rinite alérgica, podem desencadear a asma brônquica. Porque é que isto acontece? Porque uma alta concentração de pólen no ar pode causar inflamação dos brônquicos e episódios agudos de asma em pessoas alérgicas. 

Além disso, de acordo com um estudo de vários investigadores pediátricos romanos, os nascidos entre abril e junho são mais propensos à asma alérgica. Por outro lado, os nascidos entre setembro e outubro podem mais facilmente contrair alergias ao pó doméstico. 

Contudo, não devemos tomar estes dados como extrapoláveis para todo o planeta. Devido ao clima e aos resultados do estudo, só podem ser aplicados em países mediterrânicos com um clima semelhante ao da Itália.

Como lidar com a chegada da Primavera se for asmático

Se tiver asma, provavelmente já está a tomar medicação prescrita pelo seu médico. No entanto, com a chegada da Primavera, para além de manter as suas indicações, poderá necessitar de alguns anti-histamínicos ou medicamentos antialérgicos

Associado a estes, há uma série de outras medidas do dia-a-dia que também o poderão ajudar. A AAAAI ou Academia Americana de Alergia, Asma e Imunologia fornece algumas recomendações que são muito eficazes:

1. Limpeza em profundidade

É habitual fazer limpeza em profundidade às casas, algumas vezes por ano. Bem, se não tem este hábito saudável e sofre de alergias, está na altura de começar a fazê-lo.

Com esta limpeza irá remover as teias de aranha e o pó que se acumularam durante o Inverno. Por outro lado, vai ver-se livre do bolor que se forma na Primavera por causa da humidade nos sótão e casas de banho.

Lembre-se também de aspirar todos os objetos da casa que possam acumular alergénios (peluches, tapetes, sofás…). Se tiver animais de estimação, lembre-se também que na primavera eles deixam cair mais pelo. Por conseguinte, terá de ser muito escrupuloso no que diz respeito à limpeza.

2. Fechar as janelas

Obviamente, é preciso arejar a casa, mas isso é uma coisa e outra é deixar as janelas abertas todo o dia. Isto é para evitar que o pólen entre em casa e assente em tapetes, carpetes… Para isso, é melhor arejar cerca de 10 minutos de manhã e depois fechar a janela.

Na mesma linha, recomenda-se que não guarde a sua roupa ao ar livre. Desta forma, evitará que o pólen se agarre a ela e depois terá de sofrer as consequências.

3. Purifique o ar 

Hoje em dia, é possível encontrar inúmeros purificadores de ar de alta qualidade e com a correspondente certificação de emissão de ar limpo.

Por outro lado, se tiver ar condicionado em casa, lembre-se de mudar os filtros de 3 em 3 meses. Além disso, esta substituição deve ser levada a cabo por profissionais devidamente certificados.

4. A higiene é fundamental 

Graças à emergência de saúde de 2020, provavelmente apanhou alguns novos hábitos de higiene que não deve esquecer. Estamos a referir-nos especialmente à lavagem frequente das mãos. Fazê-lo frequentemente e evitar lugares cheios de gente é essencial para evitar a propagação de infeções respiratórias.

5. Evitar passar demasiado tempo ao ar livre

Se gosta de atividades ao ar livre ou é fã do running, pode querer evitar ou moderar estes exercícios durante algum tempo. Mesmo assim, se não quiser passar sem esse exercício, é melhor fazê-lo depois da chuva ou no final da tarde. Desta forma, os níveis de pólen serão mínimos.

Evite, a todo o custo, fazer exercício ao ar livre entre as 5 e as 10 da manhã e notará a diferença.

Conselhos para controlar o aparecimento da faringite na Primavera

A etiologia da faringite determinará o seu tratamento, que deve ser supervisionado pelo seu médico assistente. No entanto, em termos gerais, os tratamentos são os seguintes:

  • Em caso de faringite viral, deve optar-se pelo tratamento sintomático.
  • Se sofrer de faringite bacteriana, os antibióticos serão a melhor opção.
  • Para aqueles que sofrem de faringite alérgica, o procedimento será baseado na dessensibilização e tratamento antialérgico.
  • Se tiver faringite por refluxo, a melhor coisa a fazer é tomar medicamentos protetores do estômago. Além disso, devemos evitar ir para a cama logo após comer.

É também aconselhável evitar mudanças bruscas de temperatura, uma vez que enfraquecem o sistema imunitário. Desta forma, se a presença de bactérias e vírus aumentar, não teremos como combatê-los.

Como se pode ver, o tratamento integral para evitar faringite e asma na Primavera é através da prevenção. Para tal, é essencial educar as pessoas para evitar o contacto com alergénios e adquirir hábitos novos e mais saudáveis.

Agora que sabe como agir, esperamos que tenha uma Primavera muito mais saudável. Se tiver alguma dúvida, pode colocá-la nos comentários. Teremos todo o prazer em responder-lhe.

Reme Navarro Escrivá

Farmacêutica e Nutricionista. Licenciada em Farmácia na Universidade de Valencia no ano 2007, Licenciada em Nutrição na mesma universidade em 2009. Dedicada ao mundo da saúde e da farmácia há mais de 15 anos. De reunião em reunião, na Atida eu escrevo este blog sobre temas que considero interessantes para a saúde e cuidado pessoal.

0 comentários

Deixa o teu comentário

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *