Dores de período: pode ser endometriose? Sintomas e tratamentos

,

A dor durante a menstruação é um dos incómodos que muitas mulheres sofrem durante a idade fértil. Mas saberias diferenciar se essa dor é consequência da endometriose? Nós dizemos-te como o fazer!

A endometriose é uma doença, geralmente dolorosa, na qual um tecido semelhante ao que reveste o interior do útero cresce fora dele. Afeta principalmente os ovários, as trompas de Falópio, o tecido que reveste a pelve e, às vezes, pode espalhar-se para outros órgãos.

Consequentemente, esse tecido torna-se mais espesso, decompõe-se e sangra a cada ciclo menstrual, assim como o tecido endometrial faria. No entanto, como esse tecido não tem forma de sair do corpo, fica “preso”. Como consequência, podem formar-se quistos ou tecido cicatricial e podem, ainda, desenvolver-se aderências.

Mulheres com endometriose sentem fortes dores durante a menstruação. No entanto, este não é o único problema, pois também podem surgir complicações em termos de fertilidade.

Sintomas da endometriose

O principal sintoma da endometriose é a dor pélvica associada a dores menstruais. No entanto, embora muitas mulheres sofram de cólicas durante esta fase, aquelas com endometriose descrevem dores ainda mais intensas. Da mesma forma, a dor também pode ser leve no início e aumentar com o passar do tempo.

Os sintomas e sinais mais comuns na endometriose incluem os seguintes:

  • Dismenorreia ou dores menstruais. As cólicas e as dores pélvicas podem começar mais cedo e durar vários dias durante a menstruação. É comum sentir dores na barriga e na parte inferior das costas.
  • Dores nas relações sexuais ou dispareunia. As dores podem surgir durante ou após a penetração vaginal devido à pressão em algumas zonas afetadas pela endometriose.
  • Sangramento uterino excessivo e anormal. Embora muitas mulheres com endometriose não apresentem sinais de anomalias ou perdas entre os períodos menstruais, é possível que o ciclo endometrial seja alterado e ocorram perdas extemporâneas (entre os períodos). Além disso, é possível que os períodos sejam esporadicamente abundantes. 
  • Problemas reprodutivos. Em algumas mulheres, a infertilidade ou esterilidade estão entre os motivos de consulta médica que permitem um diagnóstico preciso da endometriose. E por que razão a endometriose pode causar infertilidade?

Existem diferentes razões para isso:

  1. A inflamação do abdómen pode impedir a união do espermatozoide com o óvulo.
  2. Se a endometriose ocorrer nos ovários, a ovulação e a produção normal de hormonas sexuais podem ser interrompidas.
  3. Podem ser secretadas substâncias que não são comuns no abdómen, interferindo no processo normal de fertilidade.
  4. As aderências pélvicas podem impedir que as trompas se movam ou fazer com que fiquem obstruídas.
  5. Existe um elevado risco de aborto espontâneo, que desaparecerá assim que a doença for tratada.
  • Outros sintomas e sinais. Pessoas com endometriose também podem ter diarreia, fadiga, inchaço abdominal, prisão de ventre ou náusea durante os períodos menstruais.

Dores do período e endometriose: estão relacionadas?

Algumas mulheres com endometriose são assintomáticas, ou seja, não apresentam nenhum dos sintomas mencionados anteriormente, mas, regra geral, essa doença produz fortes cólicas, que aumentam durante o período menstrual. Se o tecido se espalhar para áreas distantes dos órgãos pélvicos, pode ocorrer dor semelhante à dor retal, intestinal ou ciática.

A dor irá deferir dependendo da sensibilidade de cada mulher, porém, a sua cronicidade, persistência e intensidade são bem reconhecíveis. Embora a dor durante esta fase possa ser mais intensa com a endometriose, esse não é um indicador confiável de quem sofre desse problema. Na verdade, é possível que tenhas endometriose leve e dor intensa ou, pelo contrário, pode também acontecer que não tenhas nenhuma dor e que a endometriose esteja já muito avançada.

Às vezes, a endometriose é confundida com outros sintomas que podem causar dor pélvica, como quistos dos ovários ou doença inflamatória pélvica. Também pode ser confundida com a síndrome do intestino irritável, que causa prisão de ventre, diarreia e cólicas abdominais, o que pode dificultar o diagnóstico.

De acordo com um estudo do Oxford Academic Journal, em que foram estudados diferentes casos de mulheres com endometriose, pode-se verificar como a sua qualidade de vida diminui drasticamente e, inclusive, como sofrem com alterações do sistema nervoso, como depressão.

Por outro lado, em casos raros, a endometriose pode chegar a ser fatal. Na verdade, foram já observadas complicações em situações em que o tecido se acumula na parte ileal do intestino. A razão é que o tecido pode sangrar e produzir uma cicatriz que causará uma obstrução no intestino. Esta situação ocorre em 1 a 7% dos casos.

Como posso tratar a endometriose?

Embora não exista cura para a endometriose, existem, sim, diferentes tratamentos que podem aliviar os sintomas. A seguir, partilhamos contigo os possíveis tratamentos para a dor e a infertilidade.

Tratamentos para as dores causadas pela endometriose

Os tratamentos mais utilizados são os seguintes:

  • Terapia hormonal. Este tratamento inclui pílulas anticoncepcionais, terapias com progesterona e agonistas da hormona libertadora de gonadotrofinas. Estes últimos causam uma menopausa temporária, mas também são muito eficazes para controlar o crescimento da endometriose.
  • Analgésicos. Anti-inflamatórios não esteroidais, como ibuprofeno, ou medicamentos específicos para endometriose, podem ser incluídos neste tipo de tratamento. É também possível que os médicos prescrevam opióides para dores mais intensas.
  • Tratamentos cirúrgicos para dores intensas. A cirurgia é, às vezes, a melhor maneira de remover focos de endometriose ou cortar alguns nervos da pelve. Essas intervenções podem ser na forma de uma cirurgia maior ou, às vezes, uma simples laparoscopia é suficiente. Se a dor for muito intensa, pode-se considerar a opção de fazer uma histerectomia, que também pode, em alguns casos, envolver a remoção das trompas de Falópio e dos ovários.

Tratamentos para a infertilidade

A laparoscopia para remover os focos da endometriose e a fertilização in vitro estão entre as formas de tratamento da infertilidade causada pela endometriose.

Em Mifarma, também queremos dizer-te que, para diminuir a evolução da doença e melhorar a tua qualidade de vida, a prevenção é fundamental. Para isso, recomendamos que sigas uma alimentação e um estilo de vida saudáveis, juntamente com os suplementos alimentares adequados.

Reme Navarro Escrivá

Farmacêutica e Nutricionista. Licenciada em Farmácia na Universidade de Valencia no ano 2007, Licenciada em Nutrição na mesma universidade em 2009. Dedicada ao mundo da saúde e da farmácia há mais de 15 anos. De reunião em reunião, na Atida eu escrevo este blog sobre temas que considero interessantes para a saúde e cuidado pessoal.

0 comentários

Deixa o teu comentário

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *