Os 5 melhores remédios para tratar o refluxo

,
remédios para tratar o refluxo. Mifarma

Sofres de refluxo gastroesofágico e queres saber quais são os melhores remédios para tratá-lo? Neste artigo, contamos-te tudo o que precisas de saber sobre isso. Toma notas!

O refluxo gastroesofágico nada mais é do que um mau funcionamento da válvula que controla a passagem do conteúdo do esôfago para o estômago. Por não funcionar bem, permite, às vezes, que o conteúdo do estômago suba causando sensações desconfortáveis.

O tratamento para pessoas com refluxo começa por ligeiras mudanças tanto no estilo de vida, como na alimentação. Com essas pequenas ações, é possível aliviar, de forma relativa, os sintomas sem a necessidade de qualquer outro tipo de tratamento médico ou farmacêutico.

No entanto, se isso não melhorar, poderás comprar algumas das soluções que a Mifarma selecionou especialmente para essas situações pontuais de refluxo.

Como tratar o refluxo gastroesofágico?

Dependendo da gravidade dos sintomas de cada pessoa, os profissionais de saúde podem recomendar mudanças no estilo de vida, alguns medicamentos ou até mesmo cirurgia. O que poderás ganhar com isso?

1. Mudanças no estilo de vida

Algumas das dicas básicas que deves colocar em prática para reduzir um pouco os sintomas associados ao refluxo gastroesofágico são:

 

  • Emagrecer, caso peses mais do que o recomendado para a tua estrutura física. É importante devido à maior pressão que o excesso de peso provoca na região abdominal e que favorece o refluxo.

 

  • Usa roupas largas na zona da barriga e calças por baixo do umbigo, pois o aperto nessa região irá comprimir a zona do estômago que, por sua vez, poderá favorecer o trânsito do ácido em direção ao esôfago.

 

  • Após as refeições, evita reclinar-te. É melhor que permaneças na posição vertical durante cerca de 2 horas após a ingestão. Além disso, evita curvar-te se estiveres sentado(a).

 

  • Dorme com um ligeiro ângulo. Levanta ligeiramente a cabeceira da cama (15 a 20 centímetros, colocando algo sob o colchão), de forma a que a cabeça fique acima do nível dos pés.

 

  • Não fumes e evita ser fumador passivo tanto quanto possível. O tabaco pode afetar negativamente a capacidade de fecho do esfíncter esofágico, o que promoverá, uma vez mais, o refluxo.

2. Mudanças na alimentação

À mudança no teu estilo de vida, podes adicionar uma mudança na forma de te alimentares. Uma das tuas opções poderá ser comer de forma mais regular, embora devas comer uma menor quantidade de comida. Assim ajudarás a esvaziar o estômago e a evitar o refluxo.

 

Quanto à alimentação em si, recomendamos que aumentes o consumo de frutas e vegetais e evites alimentos processados, fritos ou carnes vermelhas. Além disso, seria benéfico diminuíres o consumo de café, refrigerantes e bebidas alcoólicas.

3. Medicamentos

No mercado, tens à tua disposição uma grande variedade de produtos indicados para o refluxo gastroesofágico; alguns deles exigem receita médica e outros não. Costumam ser suficientes aqueles denominados de “venda livre”, que são os que disponibilizamos na nossa loja online da Mifarma.

No entanto, se os sintomas persistirem apesar do uso, recomendamos que consultes um médico. Cada um dos produtos destinados ao controlo dos sintomas do refluxo gastroesofágico atua de forma diferente e, em alguns casos, é necessária uma combinação dos mesmos para um tratamento adequado.

4. Cirurgia 

Se tiveres seguido as nossas dicas anteriores e continuares a ter sintomas associados ao refluxo gastroesofágico, é muito provável que o médico recomende uma intervenção cirúrgica. Apesar de ser uma cirurgia comum para essa doença, a fundoplicatura (como é chamada) requer internamento hospitalar entre 1 a 3 dias, mas em 2 a 3 semanas a vida normal pode ser retomada. Além disso, existem outras técnicas endoscópicas, embora a sua eficácia não seja tão elevada como a citada.

Os melhores remédios farmacêuticos para o refluxo gástrico

Na Mifarma, temos um grande número de medicamentos autorizados para venda online para aliviar a azia, queimaduras, refluxo e proteger o estômago de refeições pesadas e má digestão.

Esses tipos de produtos são muito úteis quando aparece uma crise de refluxo como consequência do consumo excessivo de certos tipos de alimentos. Alguns dos mais recomendados para estes casos são:

– Alginato Sandoz Bem-estar

A suspensão oral anti-refluxo da Sandoz é isento de glúten e lactose e é indicado para o alívio da azia, bem como para o tratamento do refluxo gastroesofágico.

É perfeita para reduzir os sintomas associados, como azia, esofagite de refluxo, indigestão, regurgitação ácida, azia durante a gravidez, tosse e inflamação laringofaríngea.

É composta por bicarbonato de sódio, por isso também é perfeita no combate à acidez gástrica.

Como desvantagem, podemos destacar o seu sabor, já que não é muito agradável; embora, dada a sua eficácia, valha a pena.

– Aboca NeoBianacid

Os comprimidos mastigáveis da Aboca NeoBianacid são indicados pela sua ação como coadjuvantes nos casos de refluxo gastroesofágico e azia.

A sua fórmula à base de complexos moleculares minerais e vegetais fazem dele um produto biológico e 100% natural para proteger a mucosa gastroesofágica e neutralizar rapidamente a azia. São recomendados para o tratamento do refluxo gastroesofágico, gastrite, azia, sensação de queimadura e dores de estômago, bem como para gases e digestão pesada.

Podem ser tomados por crianças a partir dos 6 anos, mulheres grávidas e lactantes. Não contêm glúten e têm um sabor agradável.

– Ziverel 

É reparador e protetor do epitélio esofágico, indicado especialmente para quem sofre de refluxo gastroesofágico.

Entre os seus ingredientes, encontrarás o ácido hialurónico, que regenera e repara o epitélio esofágico; sulfato de condroitina, que protege e reduz os danos à mucosa, e poloxamer 407, que adere à mucosa para facilitar que os ingredientes anteriores permaneçam mais tempo em contacto com a superfície da parede do esôfago.

As saquetas bebíveis da Ziverel apresentam um sabor agradável a uva e não contêm glúten, sacarose e lactose. 

– Aquilea antiácido

As cápsulas antiácido da Aquilea têm um efeito rápido e são indicadas para prevenir o refluxo pelo facto de conterem alginato de sódio. Além disso, combatem a azia pela presença de carbonato de cálcio e magnésio e protegem a mucosa gástrica graças ao seu conteúdo em aloé vera e ácido hialurónico.

 

Esta tecnologia de três camadas com sabor a menta é tão eficaz quanto agradável de consumir. É adequado para celíacos e não contém lactose.

– Carbonato de magnésio Ana María LaJusticia

Este suplemento alimentar em pó tem uma grande quantidade de indicações. Entre eles, destaca-se a capacidade de alcalinizar, motivo pelo qual é ideal para reduzir a azia.

É um produto indicado para vegans e não contém glúten.

Como podes ver, se sofres de refluxo poderás aliviar o desconforto com os produtos que acabámos de indicar, mas também poderás melhorar os teus sintomas com chá de camomila, gengibre ou sumo de aloé vera (aos primeiros sintomas de ardor).

Se achaste este artigo com os melhores remédios de farmácia para tratar o refluxo interessante, não hesites em partilhá-lo com a tua família e amigos e continua ligado ao blog da Mifarma para mais conselhos!

Reme Navarro Escrivá

Farmacêutica e Nutricionista. Licenciada em Farmácia na Universidade de Valencia no ano 2007, Licenciada em Nutrição na mesma universidade em 2009. Dedicada ao mundo da saúde e da farmácia há mais de 15 anos. De reunião em reunião, na Atida eu escrevo este blog sobre temas que considero interessantes para a saúde e cuidado pessoal.

0 comentários

Deixa o teu comentário

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *