Qual a textura mais adequada para o meu tipo de pele?

,
textura cosméticos

Cada pele é única! Por isso, ao escolheres um produto de cosmética, deves saber com que finalidade o utilizarás (anti-manchas, anti-envelhecimento, hidratação, entre outros…), bem como qual a textura mais indicada para a tua pele.

Quando queres comprar um produto de beleza, ficas confuso(a) com as diferentes texturas existentes no mercado? Sabias que a tua escolha deverá depender do teu tipo de pele?

Para escolher entre um ou outro, é tão importante ter em consideração os seus princípios ativos, bem como os seus aditivos e a sua textura, uma vez que a ação e a absorção dos excipientes dependerão destes últimos.

Queres saber qual a textura mais adequada para o teu tipo de pele? Hoje, em Mifarma, iremos mostrar-te de que forma podes escolher entre as diferentes texturas cosméticas de acordo com as tuas necessidades. Vamos a isso!

O que deves procurar na hora de escolher um bom produto cosmético para o rosto? 

A fórmula de qualquer cosmético consiste em aditivos, bases ou excipientes, bem como princípios ativos ou ingredientes principais.

A apresentação cosmética é a forma como a encontras na nossa loja online, ou seja, pronta para ser comprada e para levares para casa, e isso é determinado pelos aditivos e excipientes. Porém, o que confere ao produto os seus benefícios e as suas propriedades são os princípios ativos.

Bem, agora que já tens toda essa terminologia clara, vamos ver por partes em que consiste cada um desses ingredientes.

1. Aditivos

São os responsáveis ​​pela estabilização de um produto. Garantem que o mesmo se conserve em condições adequadas durante um tempo, sem perder as suas propriedades. Além disso, a sua cor, aparência ou cheiro dependem precisamente dos aditivos.

Quando um produto cosmético causa algum tipo de reação alérgica na pele, é, geralmente, devido a uma interação com um dos seus aditivos.

2. Excipientes

Fazem com que os princípios ativos desempenhem a sua função na pele. São, portanto, responsáveis ​​pelo toque de um cosmético, pela sua aplicação e absorção. Além disso, são os excipientes que indicam se o produto é adequado ou não às necessidades de cada tipo de pele.

Os excipientes são os que irão determinar a textura que o produto final terá, bem como a experiência sensorial quando aplicado na pele.

3. Princípios ativos

Os princípios ativos que um cosmético contém ajudam-nos a saber para que finalidade o mesmo foi concebido. Por exemplo, podem esfoliar a pele, reafirmar, hidratar, proteger do sol, entre outros.

No mercado, encontrarás um grande número de princípios ativos, que podem ser classificados de acordo com a sua função:

  • Despigmentantes: ácido kójico, ácido láctico, certos agentes clareadores …
  • Hidratantes: lubrificantes, óleos essenciais, emolientes, tónicos, ácido hialurónico, humectantes, oclusivos, vitaminas, condicionadores, ceramidas …
  • Protetores Solares: o protetor solar poderá conter um filtro físico, mineral, químico, ou ainda, ter dois dos filtros citados ou até mesmo três.
  • Reafirmantes: centelha asiática, elastina, oligoelementos, colagénio …
  • Além desses princípios ativos, existem muitos outros, como os abrasivos.

Diferentes texturas para cada tipo de pele

Como sabes, os tipos de pele diferem de pessoa para pessoa. O que provavelmente ainda não sabes é que na mesma pessoa também se podem encontrar diferentes tipos de pele, por exemplo, em diferentes partes do rosto. É, por isso, essencial encontrar um produto cosmético adequado para ti e uma textura adequada para a tua pele.

Já te questionaste por que alguns cosméticos têm os mesmos princípios ativos do que outros, mas as suas texturas não são iguais? Isso é precisamente feito para dar resposta às diferentes neces

Tipos de pele mifarma

sidades de cada rosto.

Vejamos, a seguir, as diferentes apresentações nas quais podes encontrar os teus cosméticos favoritos:

  1. Manteiga. Essa textura é cremosa e muito espessa. É indicada para evitar a perda de água, por isso é ideal para as peles mais secas. Uma das manteigas mais utilizadas nos dermocosméticos é a manteiga de karité, devido às suas inúmeras propriedades nutricionais.
  2. Leite. São as bases mais solicitadas para os cosméticos de hidratação corporal, devido à sua fácil aplicação e rápida absorção. Também são usados ​​como desmaquilhantes.
  3. Creme. É um pouco mais espesso e costuma ser combinado com outras texturas para que possa cumprir todas as suas funções.
  4. Gel-creme. Apesar do seu aspeto cremoso, o seu toque é muito mais leve, tal como a sua absorção. É indicado para peles com acne ou oleosas.
  5. Gel. Essa textura, além de ser muito leve e agradável, é fácil de aplicar nas áreas desejadas. A sua absorção é muito rápida.
  6. Óleo. Hoje é possível encontrar muitos óleos que incorporam vitaminas e são absorvidos em poucos minutos sem deixar sensação gordurosa.
  7. Sérum. É uma solução ligeiramente gelificada e caracteriza-se por possuir uma concentração muito elevada de princípios ativos. Espalha-se facilmente, a sua absorção é imediata e é indicada para tratamentos de choque, pois a sua ação costuma ser muito rápida. O seu acabamento não é oleoso.
  8. Solução. É um líquido homogéneo muito leve, que se espalha facilmente e é rapidamente absorvido. É geralmente a base de boosters, loções tónicas e águas micelares.
  9. Emulsão ligeira. É um produto muito leve e pouco gorduroso, muito utilizado em peles oleosas e normais. Além disso, deixa a pele hidratada e macia, sem sensação de oleosidade. A emulsão ligeira é uma das favoritas do público masculino.

Como aplicar os produtos cosméticos em função da sua textura?

Todas estas texturas já te dão pistas sobre o produto cosmético mais conveniente para ti, mas, acima de tudo, ajudam-te a eliminar os que não te convêm. 

Na tua rotina de beleza, é fundamental teres em consideração a textura dos diversos cosméticos que irás aplicar. Já partilhamos isso contigo numa publicação anterior em que abordámos  as diferenças entre um sérum e um booster. A dica na hora de aplicares produtos cosméticos é, basicamente, fazê-lo do mais fluido ou líquido ao mais espesso.

Que ingredientes não devem faltar num bom produto cosmético?

Na hora de escolher um produto cosmético, deves prestar atenção às diferentes texturas dependendo do teu tipo de pele, mas também não te deves esquecer do que a tua pele precisa. O que não deve faltar no teu cosmético? Respondemos-te com 3 ingredientes:

  1. Humectantes. Atraem água para a pele, melhorando assim sua capacidade de hidratação e mantendo-a nos níveis ideais. Algumas dessas substâncias são propilenoglicol, pantenol, alantoína, ácido hialurónico, ureia ou glicerina, entre outras.
  2. Substâncias oclusivas. São responsáveis ​​por bloquear a humidade e evitar a evaporação da água. Alguns dos mais usados ​​são palmitato de isopropila, dimeticonas e parafina líquida.
  3. Substâncias reparadoras. Essas substâncias são responsáveis ​​por melhorar a aparência da pele. Restauram a pele e são também bons emolientes. Os mais usados ​​são palmitato de retinila, bisabolol e ácidos gordos.

O que faz com que um produto cosmético seja melhor do que outro?

Como vês, antes de escolher um produto cosmético, deves prestar atenção aos seus princípios ativos, aditivos e excipientes. Não te esqueças de que são precisamente estes últimos que irão determinar a textura final.

Se queres continuar a descobrir todos as dicas de beleza e saúde que a Mifarma tem para ti, não deixes de nos seguir nas redes sociais!

Reme Navarro Escrivá

Farmacêutica e Nutricionista. Licenciada em Farmácia na Universidade de Valencia no ano 2007, Licenciada em Nutrição na mesma universidade em 2009. Dedicada ao mundo da saúde e da farmácia há mais de 15 anos. De reunião em reunião, na Atida eu escrevo este blog sobre temas que considero interessantes para a saúde e cuidado pessoal.

0 comentários

Deixa o teu comentário

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *