Como cuidar da pele atópica durante os primeiros raios de sol

,
pele atopica dermatite

Após mais de 50 dias em casa, os primeiros passeios ao sol sabem-nos muito bem! Poder sentir de novo o calorzinho primaveril dos raios de sol na nossa pele é um autêntico prazer, além de que é necessário para a nossa saúde. O sol é fundamental para a nossa saúde, uma vez que é a principal fonte de vitamina D, indispensável para que o organismo possa absorver o cálcio para conservar os ossos fortes e saudáveis.

A exposição solar em pequenas doses não só tem um efeito benéfico para o nosso organismo, como também para o nosso estado de humor. Expor-se ao sol durante pelo menos 15 minutos por dia pode ser uma grande ajuda para combater a depressão sazonal. No entanto, o excesso do sol pode ser muito perigoso para o nosso organismo. A curto prazo, pode provocar eritemas (queimaduras solares), fotodermatite como lúpus ou urticária por luz, doenças pigmentárias como o melasmo ou o vitiligo, fotoimunossupressão ou fotossensibilidade. Se esta exposição for constante, em alguns casos, poderá chegar a provocar cancro da pele.

Agora que o verão se está a aproximar e que a radiação solar é maior, devemos proteger a nossa pele com protetores solares para evitar os efeitos prejudiciais do sol. Para isso, devemos estar a par do que precisa a nossa pele e que produtos nos poderão ajudar em cada momento. Caso tenhas a pele atópica, o sol pode ser um grande aliado como o teu maior inimigo, dependendo do cuidado que tenhas.

O sol e a pele atópica

Relembramos que a pele atópica ou a dermatite atópica (DA) é uma doença inflamatória crónica da pele que afeta aproximadamente 5% dos adultos e  20% das crianças em todo o mundo. Os sintomas desta doença costumam ser principalmente a secura, a irritação e a descamação da pele, provocando, assim, uma sensação de comichão intensa a quem padece desta doença. Isso ocorre, porque a derme tem a sua estrutura alterada, pelo que não desempenha adequadamente a sua função de barreira protetora, sendo mais permeável e permitindo a entrada de elementos que não aconteceria com uma pele normal. Não se conhece a sua origem, nem a sua cura, mas podemos, sim, controlar os sintomas com um conjunto de medidas de higiene e de cuidado da pele. 

O sol, acompanhado de um clima suave e húmido, pode melhorar as condições da pele e reduzir a secura, uma vez que o efeito imunossupressor dos raios solares reduz a atividade do sistema imunitário. No entanto, se não seguirmos um conjunto de medidas, poderá provocar o efeito adverso. Nem todas as peles com dermatite atópica reagem da mesma forma ao sol. Assim sendo, é sempre recomendado consultar um dermatologista especialista para assegurar-se que a pele se encontra num estado saudável e para que sejam criadas orientações personalizadas para o paciente.

Para que as pessoas com pele atópica possam aproveitar todos os benefícios do sol, recomenda-se o seguinte:

  • Exposição ao sol moderada e progressiva, evitando as horas de maior calor (11h-15h).
  • Usar protetores solares especiais concebidos para este tipo de pele, que sejam hidratantes e ricos em ácidos gordos essenciais, como o ómega 6.
  • Utilizar um fator de proteção 30 ou superior a cada 2 horas para evitar as radiações ultravioletas A e B e o infravermelho A. Na piscina ou na praia, é recomendado utilizar um protetor resistente à água.
  • Colocar um chapéu e vestir roupa, preferencialmente de algodão e clara, especialmente durante o meio-dia quando a irradiação é mais elevada.

O cuidado da pele atópica no verão

pele atopica veraoÉ importante cuidar da pele durante todas as épocas do ano, mas, durante as temporadas de calor, o cuidado deve ser redobrado. A radiação solar é um grande fator de risco para as peles atópicas, tal como o calor, o suor, a secura ambiental, o cloro da piscina ou o sal e a areia do mar. Devemos, principalmente, cuidar da pele das crianças que são mais afetadas por esta doença.

. Hidratação

Devemos continuar con as rotinas de higiene e dar principal importância à hidratação da pele durante estes meses. Com as loções corporais  emolientes e hidratantes protegeremos ativamente as defesas naturais da pele, evitando, assim, a secura e a irritação da pele.

. Géis e champôs para peles atópicas

É fundamental utilizar champôs específicos para não sensibilizar o couro cabeludo e géis de banho especiais para que não eliminem os lípidos da pele. Os banhos devem ser curtos e com água morna.

. Adeus cloro, adeus sal!

Se fores à praia ou à piscina, é muito importante retirar o cloro ou o sal e a areia o mais rapidamente possível, de forma a evitar irritações provocadas por estes últimos. É importante inculcar nas crianças com peles atópicas o hábito de tomar banho após ter passado uma agradável momento na praia ou na piscina. Se a criança tiver um surto de irritação, terá de utilizar cremes ultraemolientes e hidratantes como a Pediatopic

. Proteção solar

Os protetores solares são essenciais para o cuidado da pele em qualquer altura do ano, mas mais no verão. Podes encontrá-los em creme ou em spray, para que, num só gesto, possas proteger tanto a pele dos mais pequeninos, como a tua própria pele. Por outro lado, em crianças com dermatite atópica, devem evitar-se componentes como o octocrileno ou a oxibenzona.

No verão protege-te e protege a tua familia

O cuidado da pele das crianças no que toca à exposição solar é extremamente importante e deve ser tido em atenção desde que são muito pequenos. Os dermatologistas afirmam que os bebés não devem receber radiação solar direta até depois dos 6 meses de vida. Até aos 2 anos, a pele das crianças é altamente suscetível aos efeitos prejudiciais do sol, devido às suas particularidades anatómicas e funcionais. A conhecida radiação ultravioleta (UVB e UVA) é a responsável pelas queimaduras solares da pele e pela alteração das estruturas imunes que têm maiores efeitos prejudiciais na pele dos mais pequenos.

O verão deve, sem dúvida alguma, ser desfrutado ao máximo, mas devemos tomar consciência das implicações que tem o sol na nossa pele, especialmente se nós ou os nossos filhos temos a pele atópica. Seguindo as medidas de higiene, hidratação e proteção dos especialistas, manteremos a pele saudável e aproveitaremos, simultaneamente, os benefícios do sol. E a verdade é que já falta pouquíssimo tempo para voltarmos a aproveitar o sol em qualquer esplanada das nossas cidades!

Reme Navarro Escrivá

Farmacêutica e Nutricionista. Licenciada em Farmácia na Universidade de Valencia no ano 2007, Licenciada em Nutrição na mesma universidade em 2009. Dedicada ao mundo da saúde e da farmácia há mais de 15 anos. De reunião em reunião, na Atida eu escrevo este blog sobre temas que considero interessantes para a saúde e cuidado pessoal.

0 comentários

Deixa o teu comentário

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *